Dois corpos são encontrados pela Marinha durante buscas por lancha desaparecida

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO — Dois corpos foram encontrados nesta quinta-feira, por equipes da Marinha, durante as buscas pela embarcação "O Maestro", que desapareceu na região do Farol de São Thomé, em Campos, no Norte Fluminense. A lancha — onde havia cinco tripulantes — ia para Fortaleza, no Ceará, e está sendo procurada desde o dia 31 de janeiro.

O navio-patrulha Macaé recolheu os corpos e, nesta sexta-feira, demandará o Porto de Macaé para fazer o traslado deles. O Instituto Médico-Legal (IML) de Macaé fará os exames necessários para a identificação. Os parentes dos tripulantes desaparecidos foram comunicados sobre os corpos encontrados, informou a Marinha.

Estavam na embarcação: Guilherme Ambrósio, Cláudio de Souza, Wilson dos Santos, Ricardo Kirts e Domingos de Souza. O grupo começou a viagem no dia 26 de janeiro, saindo do Iate Clube Guanabara, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio. No mesmo dia, a lancha já teria apresentado problemas e parou na Urca, na Zona Sul da capital, informaram parentes dos tripulantes.

No dia 28, "O Maestro" seguiu viagem. No dia 30, o grupo pediu ajuda à Marinha, às 23h23, nas proximidades do Farol de São Thomé, em Campos. Desde o dia 31 até esta quinta-feira, a Marinha informou que o navio-patrulha e aeronaves usadas na busca já fizeram varredura "em área de mais de 55 mil km², percorrendo uma faixa litorânea entre o Porto do Açu, em São João da Barra (RJ), e a Restinga da Marambaia (RJ), com um afastamento de até 90 km da costa".

"Cabe destacar que as buscas continuam, apesar das condições de mar desfavoráveis e com tendência a piorar a partir de amanhã (sexta-feira), conforme avisos de mau tempo publicados pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM)", ressalta a nota da corporação.