Dois dias depois do resultado, Itamaraty cumprimenta Gustavo Petro por eleição na Colômbia

Gustavo Petro e Francia Márquez comemoram eleição como presidente e vice-presidente da Colômbia

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério das Relações Exteriores divulgou nesta terça-feira um comunicado em que cumprimenta Gustavo Petro, o ex-membro do movimento guerrilheiro M-19 eleito no domingo presidente da Colômbia.

"O governo brasileiro congratula o senador Gustavo Petro por sua eleição à Presidência da Colômbia", disse o Itamaraty.

"Ao desejar ao presidente eleito êxito no desempenho de suas funções, o governo brasileiro reafirma seu compromisso com a continuidade e o aprofundamento das relações bilaterais com a Colômbia, com vistas ao bem-estar, prosperidade, democracia e liberdade de nossos povos", completou.

Na segunda-feira, ainda sem se manifestar oficialmente sobre a eleição de Petro, o presidente Jair Bolsonaro disse apenas a apoiadores que ele é um “um ex-guerrilheiro da esquerda”.

A posição do governo brasileiro sobre a vitória de Petro, o primeiro candidato de esquerda eleito presidente no país, seguiu o roteiro de outros chefes de Estado eleitos desse mesmo espectro ideológico, sem que os cumprimentos partam do próprio Bolsonaro.

Em dezembro, o Brasil só cumprimentou o chileno Gabriel Boric, também em uma nota do Itamaraty, quatro dias após o governo daquele país confirmar a eleição de Boric para a Presidência.

Bolsonaro não foi à posse de Boric e escalou o vice-presidente Hamilton Mourão para representar o governo em março.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos