Dois diplomatas são expulsos da Polônia após "gestos hostis" de Minsk

·1 minuto de leitura
Mulheres marcham nas ruas sob guarda-chuvas com as cores da antiga bandeira branca-vermelha-branca da Bielo-Rússia para protestar contra os resultados das eleições presidenciais da Bielo-Rússia em Minsk, em 11 de março de 2021. O país ainda vive um enorme clima de tensão política desde a reeleição confirmada de Alexander Lukashenko em agosto de 2020.

A Polônia acusou Belarus nessa sexta-feira (12) de "gestos hostis" e anunciou a expulsão de dois outros diplomatas bielorrussos, em resposta a uma decisão semelhante tomada por Minsk no dia anterior.

No início desta semana, Belarus expulsou um cônsul polonês por participar de um evento que irritou as autoridades bielorrussas e que gerou uma série de expulsões.

Minsk considerou o movimento recíproco de Varsóvia "excessivo, assimétrico e destrutivo".

"Como resultado dos contínuos gestos hostis de Minsk em relação aos diplomatas poloneses (...), o Ministério das Relações Exteriores da Polônia tomou a decisão de expulsar o cônsul geral de Belarus em Bialystok (Nordeste) e o cônsul de Belarus em Varsóvia", anunciou o vice-chanceler polonês, Marcin Przydacz, no Twitter.

A desavença diplomática ocorre em um contexto de tensões entre o Ocidente e o regime do presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, que reprime de maneira hostil uma onda histórica de protestos desde o ano passado, após sua polêmica reeleição em agosto.

hhsw/bds/mab/tjc/gf