Prisão dos irmãos Gupta sacode a África do Sul

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Dois irmãos indianos acusados pela África do Sul de estar no centro de um esquema de corrupção que envolve o ex-presidente Jacob Zuma foram presos em Dubai e agora enfrentam a extradição, informou a polícia nesta terça-feira (7).

A África do Sul, que busca há anos levar Atul e Rajesh Gupta aos tribunais, anunciou na segunda-feira que recebeu informações das autoridades dos Emirados Árabes Unidos, dos quais Dubai faz parte, sobre a prisão dos dois fugitivos.

"A polícia de Dubai realizou a prisão depois de receber um alerta vermelho da Interpol sobre os irmãos Gupta", indicou a autoridade policial em comunicado.

As autoridades de ambos os países tentam finalizar o processo "de extradição" dos detidos, acrescentou a polícia.

Um terceiro irmão, Ajay, também é procurado por outro caso de malversação e corrupção.

Ajay, Atul e Rajesh Gupta são acusados de saquear os cofres do Estado, com a cumplicidade de Zuma, durante os nove anos em que esteve no poder na África do Sul entre 2009 e 2018.

Os três irmãos ricos nascidos na Índia chegaram à África do Sul em 1993.

A polícia de Dubai informou que sua prisão estava relacionada a "acusações criminais e lavagem de dinheiro".

Em julho, a Interpol emitiu um alerta internacional de busca para Atul e Rajesh Gupta sobre um contrato suspeito de US$ 1,5 milhão envolvendo uma empresa ligada à família.

De maneira geral, a família Gupta é acusada de infiltrar na cúpula do estado sul-africano graças a sua amizade com o ex-presidente.

A justiça os acusa de interferir na eleição de ministros, exercer pressão para obter contratos públicos e saquear empresas públicas.

Segundo alguns cálculos, os três teriam se apropriado de mais de três bilhões de dólares.

O julgamento na África do Sul foi adiado em julho devido à ausência do acusado e uma nova audiência foi marcada para 6 de setembro.

aem/vl/an/es/aa/jc

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos