Dois irmãos suecos condenados por espionarem a favor da Rússia

Dois irmãos suecos, de naturalidade iraniana, foram condenados por um tribunal de Estocolmo por espionagem contra a Suécia, a favor da Rússia.

Måns Wigren, juiz, salientou que os dois acusados agiram por dinheiro. "O único objetivo, como podemos ver pelas provas, tem sido o de os envolvidos simplesmente se enriquecerem a si próprios. E não existem circunstâncias atenuantes", salientou o responsável sueco.

Peyman Kia, de 42 anos, trabalhou vários anos para os serviços secretos suecos e terá transmitido vários documentos confidenciais a Moscovo. Foi por isso condenado a prisão perpétua no país.

"Peyman Kia cometeu um ato de espionagem que se enquadra nas categorias mais graves, envolvendo assuntos de altíssima importância", sublinhou ainda o juiz.

Imagem SESVT
Peyman Kia - Imagem SESVT

Já o irmão, Payman Kia, ajudaria, alegadamente, nas operações, mas foi apenas sentenciado a 9 anos e 10 meses.  Os dois foram detidos em 2021 e acusados de terem "trabalhado" a favor do Kremlin durante uma década.