Dois ministros renunciam no Peru

Os ministros peruanos do Interior e da Mulher renunciaram nesta sexta-feira, em meio à convulsão social que abala o Peru, e foram substituídos imediatamente em cerimônia na sede do Executivo, na presença da presidente Dina Boluarte.

Dina aceitou a renúncia do ministro do Interior, Víctor Rojas, que foi sucedido pelo general da Poícia reformado Vicente Romero, e Nancy Tolentino ocupou o lugar deixado por Grecia Rojas à frente da pasta da Mulher, informou a presidência peruana.

O chefe do Interior era questionado devido ao uso da força pela polícia nos protestos pela renúncia de Dina, que deixaram 42 mortos em mais de um mês.

A presidente também empossou o novo ministro do Trabalho, Luis Alfonso Adrianzén, após a renúncia ontem de Eduardo García, que expressou desacordo com a forma como o governo lidou com os protestos.

O novo ministro do Interior já havia exercido o cargo em 2018, durante o mandato de Pedro Pablo Kuczynski, que renunciou em março do mesmo ano, após assumir o governo em 2016.

ljc/yow/lb