Dois mortos e nove feridos nas últimas 24 horas na Ucrânia, apesar de trégua russa

Dois ucranianos foram mortos e nove ficaram feridos, apesar do presidente russo, Vladimir Putin, ter ordenado uma trégua unilateral por ocasião do Natal ortodoxo, denunciou Kiev neste domingo(8).

Como resultado da "agressão armada russa", uma pessoa foi morta e outras oito ficaram feridas na região leste de Donetsk nas últimas 24 horas, disse Kirilo Timoshenko, representante do gabinete do presidente ucraniano.

Outro cidadão foi morto na parte nordeste de Kharkiv e outro ficou ferido na região sul de Kherson durante o mesmo período, continuou Timoshenko.

"Apesar do chamado 'cessar-fogo' declarado pelos ocupantes russos (...) o inimigo lançou nove mísseis, realizou três ataques aéreos e disparou 40 projéteis", disse o Ministério da Defesa ucraniano em um comunicado.

"Em particular, a infraestrutura civil foi afetada", afirmou a pasta.

Putin declarou um cessar-fogo de 36 horas para permitir que os cristãos ortodoxos se reunissem para o Natal, celebrado em 7 de janeiro na Rússia e na Ucrânia.

A trégua unilateral terminou no sábado às 21h GMT (18h no horário de Brasília).

Jornalistas de Kiev e correspondentes da AFP no local constataram que há poucos sinais de que os combates tenham diminuído no sábado.

"Depois da meia-noite, o inimigo lançou sete ataques com foguetes em Kramatorsk e dois em Kostiantinivka", disse Pavlo Kirilenko, governador de Donetsk.

O Ministério da Defesa da Rússia insistiu no sábado que os combates cessaram, mas admitiu ter repelido uma série de ataques ucranianos e matado dezenas de seus soldados.

A Ucrânia denunciou o cessar-fogo como uma tática da Rússia para ganhar tempo para reagrupar suas forças e reforçar suas defesas após vários contratempos no campo de batalha.

Sergii Gaidai, governador de Luhansk, disse que os russos estão deslocando soldados de Bakhmut, o atual epicentro dos combates, para a cidade de Kreminna.

"Esperamos uma intensificação das hostilidades", acrescentou Gaidai, que destacou as temperaturas abaixo de zero a que estão expostos.

"Nosso equipamento pesado finalmente poderá avançar mais rapidamente", concluiu.

bur-as/gw/rsc/zm/jc