Dois suspeitos de abuso sexual são presos no Rio

A polícia prendeu dois homens suspeitos de cometerem o crime de estupro de vulnerável na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, e em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos. Um dos suspeitos foi flagrado no banco traseiro de um carro com uma criança de 11 anos, na noite desta sexta-feira, na Cidade Universitária da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O outro homem foi preso na manhã deste sábado, na Ilha do Japonês, em Cabo Frio. Contra ele havia dois mandados de prisão preventiva expedidos pela 2ª Vara Criminal de São Pedro da Aldeia, por suspeita de praticar abuso sexual contra sua neta de aproximadamente 1 ano e meio e de abusar da filha de uma vizinha de mesma idade.

Covid-19: Rio tem a maior taxa de resultados positivos do país, segundo rede nacional de laboratórios

Gabriel Monteiro: Polícia investiga duas novas denúncias de crimes sexuais contra ex-vereador

No caso da Zona Norte do Rio, o acusado estava com a criança no banco de trás de um veículo estacionado na Avenida Horácio Macedo, em local ermo. Ao abordar o carro, agentes do Grupamento de Ações Táticas do 17º BPM (Ilha do Governador) flagraram o homem com a vítima no banco de trás. Um objeto erótico foi apreendido. De acordo com a polícia, o acusado saiu do carro com cinto e a barriguilha da calça abertos e ao ser indagado apresentou “várias versões confusas”.

O suspeito é ex-namorado da tia da criança. A mãe da vítima esteve na delegacia e afirmou que a menina estava brincando em frente à casa da avó quando o acusado apareceu e a puxou à força para dentro do carro sem ninguém ver. Os envolvidos foram encaminhados para a 21ª DP (Bonsucesso).

Momento da prisão: José Dumont negou fazer parte de grupo de pornografia infantil

Na manhã deste sábado, agentes da 125ª DP (São Pedro da Aldeia) cumpriram dois mandados de prisão contra um homem procurado pela justiça por ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos, crime tipificado no artigo 217-A do código penal, contra a neta e a filha de uma vizinha de 1 ano e meio. Ele ainda responde outro inquérito na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Cabo Frio por ter abusado de suas cinco filhas, quando ainda eram crianças. Hoje são adultas e casadas. O suspeito aguarda transferência para o sistema prisional.