Dois trabalhadores morrem após serem sugados por secador de soja em Mato Grosso

Dois funcionários morreram após serem sugados por um secador de soja em uma fazenda em Pontes e Lacerda, Mato Grosso, neste sábado. Mizael Lucas Duarte Lopes, de 22 anos, e Elison Carlos Ferreira, de 38 anos, estavam trabalhando quando caíram dentro do equipamento e foram sugados. Segundo o Corpo de Bombeiros, que foi acionado por funcionários da fazenda junto com a Polícia Militar, ambos morreram asfixiados por conta da grande quantidade de soja que havia no equipamento.

Ao chegar na fazenda, os agentes encontraram os funcionários tentando abrir a lateral do secador para retirar os dois colegas de trabalho com tratores e maçarico.

Ao EXTRA, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), que foi acionada junto da Polícia Civil para a apuração do ocorrido, informou que o laudo da perícia realizada no local “será elaborado e encaminhado à autoridade requisitante que investiga o caso”. Segundo a instituição, nenhuma das duas vítimas usava equipamentos de proteção individual (EPI).

À polícia, as testemunhas contaram que Lopes e Ferreira estavam dentro do secador retirando a soja que fica nas laterais, para jogar no funil, quando uma das pás que eles usavam caiu.

Elison tentou pegar a ferramenta, mas escorregou e foi sugado pela soja. Ao tentar salvá-lo, Mizael também acabou escorregando, sendo sugado pela soja em seguida. Um terceiro funcionário tentou jogar uma corda para socorrer os dois, mas eles afundaram muito rapidamente.

Após algumas horas de trabalho, os bombeiros conseguiram retirar os corpos das vítimas do aparelho.