Domenica Dias, filha de Mano Brown, denuncia racismo no Rock in Rio: "Indignação"

Domênica Dias e Danilo Mesquita (Foto: Moa Almeida)
Domênica Dias e Danilo Mesquita (Foto: Moa Almeida)

Danilo Mesquita e a namorada, Domênica Dias, quebraram o silêncio sobre um vídeo viral em que o ator aparece discutindo com uma mulher durante o show de Ludmilla no Rock in Rio 2022. Por meio de um post colaborativo no Instagram, o casal alegou que ela foi alvo de um ataque racista e que ele se exaltou e acabou sendo agredido fisicamente ao tentar defendê-la.

"Estávamos na pista quando um casal visivelmente alterado se instalou na nossa frente. No exato instante em que subiram ao palco outras cinco cantoras pretas, a mulher, fingindo que estava dançando, me empurrou, pisou nos meus pés e se jogou em cima de mim. Mesmo com a insistência nas agressões, somente tentei desviar dela em todas as vezes", começou Domênica.

"Para evitar qualquer confusão, Danilo me abraçou e fez uma barreira com os braços para que ela não me acertasse mais. Ela se virou contra nós e perguntou por que estávamos tocando nela. Respondemos que estávamos no nosso canto, que era ela quem estava me machucando e que não queríamos confusão. Neste momento, o homem que a acompanhava, covardemente, deu um soco no rosto do Danilo. De forma instintiva, eu tentei reagir à agressão e fui atingida no olho. Em seguida, o casal, covardemente, sumiu no meio da multidão", continuou ela.

Sobre o vídeo em si, Domênica destaca que ele gravado "após a evasão do casal" em questão. Ou seja, a mulher que aparece nas imagens é outra. "Ela esbravejou que nós dois estávamos causando confusão no show. As acusações dela, no momento de fragilidade após a agressão sofrida, aumentaram, mais ainda, a nossa indignação e sensação de injustiça. [...] É inadmissível que, no momento mágico em que mulheres pretas ocupam um palco dedicado, especialmente, a elas no show de outra cantora preta para que possam mostrar sua arte e brilhar, outra mulher preta sofra agressões gratuitas a poucos metros do palco e ainda seja obrigada a ouvir recriminação por ter se defendido", concluiu.