Domingo de eleições termina com 1.714 eleitores presos

RENATO MACHADO
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O domingo de eleições municipais terminou com um total de 1.714 eleitores presos, segundo boletim da Operação Eleições 2020, do Ministério da Justiça. O último boletim dessas eleições foi divulgado com dados até as 21h deste domingo (15). Além dos eleitores, 189 candidatos que disputavam o pleito foram presos ou encaminhados a uma delegacia de polícia. Desde a 0h de domingo, também foram registrados oito casos de homicídios relacionados com as eleições. Não houve casos de candidatos mortos em decorrência de violência, mas houve sete tentativas de homicídio contra homens e mulheres que disputavam um cargo nas urnas. As forças de segurança de todo o país também apreenderam um total de R$ 653,6 mil que foram usados em crimes eleitorais. Foram recolhidas também 60 armas e 235 veículos. Em relação aos crimes eleitorais, o balanço indica 1.211 casos de boca de urna e 440 de compra de votos. Houve também 41 casos de divulgação de fake news (fatos e imputações inverídicas, na terminologia adotada pelas forças de segurança).