Dona da Piraquê faz primeira aquisição internacional e compra empresa de massas no Uruguai Las Acacias

A dona da marca Piraquê, M. Dias Branco, uma das maiores empresas brasileiras do setor de alimentos e a maior fabricante de massas e biscoitos da América Latina, anunciou nesta terça-feira a sua primeira aquisição internacional, por meio da compra da companhia uruguaia Las Acacias.

Com faturamento anual de cerca de R$ 120 milhões e margem Ebitda de 14%, Las Acacias é uma das três principais marcas no mercado de massas do Uruguai e inclui em seu portfólio molhos, mistura para bolos, entre outros itens. Fundada em 1952 em Montevidéu pelo empresário Jesús Rega, a empresa atualmente é liderada pela segunda geração da família.

Gustavo Lopes Theodozio, vice-presidente de Controladoria, Investimentos e Relações com investidores da M. Dias Branco, afirma que a Las Acacias foi escolhida por possuir excelente infraestrutura produtiva e de distribuição. Segundo ele, a aquisição busca a diversificação da receita da empresa em outra moeda.

Para a empresa uruguaia, o benefício será o ganho de escala na compra de insumos, já que a M. Dias Branco tem como diferencial a verticalização da cadeia de trigo, devido à elevada capacidade de estocagem nas 17 unidades industriais instaladas nas regiões Norte, Nordeste, Sul e Sudeste e Sul, além de sete moinhos próprios.

Expansão por meio de aquisições

A M. Dias Branco, fundada em 1953 no Ceará, vem ampliando a atuação fora do Nordeste por meio da aquisição de outras marcas. Uma das mais recentes transação foi em 2018, com a compra da marca de biscoitos Piraquê, famosa por produtos que se tonaram clássicos para os brasileiros, como o maizena, o goiabinha e o leite maltado.

Com isso, a companhia abrange atualmente cerca de 20 marcas, como Isabela (massas., biscoitos e torradas), Jasmine (snacks saudáveis) e Nikito (biscoitos), que são exportadas para o Uruguai e para mais de 40 países.