Dona da Zara vai fechar todas as lojas da marca na Venezuela, diz parceira local

·1 minuto de leitura

NOVA YORK (Reuters) - A Inditex, dona de marcas como Zara, Bershka e Pull & Bear, fechará todas as suas lojas na Venezuela nas próximas semanas conforme o acordo entre a rede varejista e sua parceira local, a Phoenix World Trade, estão sob revisão, disse um porta-voz deste último grupo.

A Phoenix World Trade, empresa com sede no Panamá e controlada pelo empresário venezuelano Camilo Ibrahim, assumiu a operação das lojas da Inditex no país sul-americano em 2007.

"A Phoenix World Trade está reavaliando a presença comercial de suas marcas franqueadas Zara, Bershka e Pull & Bear na Venezuela, para torná-la consistente com o novo modelo de integração e transformação digital anunciado pela Inditex", disse a empresa em resposta a um questionamento da Reuters. “As cinco lojas que permanecem abertas deixarão de funcionar nas próximas semanas."

O grupo espanhol Inditex não respondeu à solicitação de informações da Reuters sobre as medidas de fechamento.

Os fechamentos acontecem em um momento em que a Inditex, maior grupo varejista de roupas do mundo, está reduzindo os pontos de venda em todo o mundo em favor da expansão de lojas próprias, com 1.200 fechamentos esperados até o final de 2021. Até 700 lojas devem fechar na Europa, além de 100 nas Américas e 400 em outras partes do mundo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos