Dona do hit 'Menina solta', Giulia Be pediu dinheiro emprestado para começar carreira

Bia Rohen

A menina Giulia Be está cada vez mais solta. A carioca, de 20 anos, decidiu seguir carreira como cantora aos 17, no Rock In Rio, quando ouviu dos integrantes do Maroon 5 no backstage que "levava jeito". Com o incentivo de sua banda preferida, pegou dinheiro emprestado com os pais e foi para São Paulo gravar o primeiro vídeo para a internet. Contra a vontade da família de advogados, que chama de "grande escritório", ela desistiu da faculdade de Direito para viver o sonho da música. Hoje, seu clipe de "Menina solta" soma 23 milhões de visualizações.

"Comecei a carreira com um cover de 'Deixe-me ir', do 1Kilo. Por ser nova, loira e ter olhos claros, recebi comentários negativos ao interpretar uma música de um coletivo de rap. Mas conheço meus privilégios e meu lugar de fala, só queria mostrar que sabia o que estava fazendo e podia imprimir meu estilo numa obra consagrada. Deu certo. Apesar dos haters, o vídeo viralizou e assinei com uma gravadora. Já tocava piano desde os 6 anos, mas meus pais começaram a respeitar minha decisão a partir do contrato. A dívida com eles para a gravação do cover também está paga. Fiz questão", conta ela, que é de São Conrado, na Zona Sul do Rio.

O primeiro single de Giulia, "Too Bad", fez parte da trilha sonora da novela "O sétimo guardião" e entrou para o  top viral global do Spotify. O sucesso veio impulsionado pela apresentação de Giulia no Palco Sunset do Rock in Rio neste ano, onde participou do show de Projota como convidada. Apesar dos resultados, ela conta que constantemente tem que lidar com profissionais e contratantes que lhe exigem músicas de outros artistas.

"O maior desafio é me impor como compositora, lidar com um monte de homens que fazem o mesmo trabalho há anos e não entendem que eu sei o que é melhor para mim. Seja em estúdio ou com empresários, tenho que provar o tempo todo que sei compor e quero ser conhecida pelas meus próprios trabalhos. No ano que vem, pretendo lançar um álbum e mostrar para quem gosta de 'Menina solta' que tem muito mais de onde veio", diz ela, que se mudou para São Paulo, onde divide apartamento com o irmão mais velho.

Giulia ainda revela que, apesar da canção "da garota da Barra e do garoto de Ipanema" ser uma história real, ela não é a protagonista da trama. A letra é sobre um romance de sua melhor amiga.Giulia, que namora há seis meses o ator Kim Rocha, diz que prefere transformar relatos dos amigos em música em vez de viver suas próprias decepções amorosas.

"É  frustrante ter que ficar sempre triste para trabalhar. Prefiro agir como uma observadora e dar a minha interpretação para os relacionamentos. Kim sabe que ainda tenho algumas canções sobre meus ex guardadas, mas não liga para isso. Até porque, se ligasse, nem estaria com ele. Menina solta, não é?", brinca.