Dona de novo programa na TV, Ivete Sangalo reflete: 'Sei que não sou unanimidade, nem quero ser'

Ivete Sangalo se divertiu na estreita do "Pipoca", seu novo programa na TV Globo, e ao lado de Tadeu Schmidt, um dos primeiros convidados, arrancou risada dos espectadores. O apresentador do "BBB" ainda rasgou elogios à musa baiana: ela é uma "unanimidade", disse. Mas o título, a cantora rejeita. Já quis agradar todo mundo, ela confessa ao EXTRA, mas a maturidade a trouxe a leveza de não precisar corresponder a todas as expectativas criadas.

— Aprendi a compreender que eu não vou corresponder a todas as expectativas. Que existe uma vã ideia de que a gente pode agradar a todo mundo, mas isso não é possível. Sei que não sou unanimidade, nem quero ser. Preciso ter o direito de errar, de não ser tão certinha, amável aos olhos de todos. É genuíno do ser humano querer ser aceito. Assim a gente vai afogando traços da nossa personalidade, sofre e deixa de viver. Eu prefiro não parecer ser a perfeitinha, correta e organizada demais. Frustrar, decepcionar, mas ter do outro a percepção exata do que sou. “Eu sou assim. Você quer conviver comigo? Vou lhe dar a oportunidade de escolher”. Eu tinha a ideia fixa de não querer decepcionar. E eu não só posso como devo, em benefício meu e do outro, nas relações que vão se estabelecendo. Das duas, uma: ou eu piro ou alguém vai pirar — diz a apresentadora.

A cantora entrega ainda que ter um programa na emissora líder de audiência a deixou envaidecida. Mas tudo dentro do limite, claro. Isso a faz ter uma responsabilidade com a atração dominical, afinal não é para ser algo sobre ela, mas sim para alegrar quem está do outro lado da telinha.

— Eu nunca tinha pensado sob esse aspecto. Mas eu acho lisonjeiro, me deixa muito confortável. Vaidade é um sentimento que está dentro da energia do ser humano. Seria absurdo eu dizer que não passeio com a vaidade. Mas tento fazer com que ela não me atrapalhe. Se acontecer, é fulminante. Eu vigio muito essa questão porque quero que isso me impulsione, não seja uma barreira pra mim. Então, seria mentira eu dizer pra você que não me envaidece. Eu fico envaidecidíssima. Mas tudo dentro do peso e da medida que as coisas têm que ter. Isso me motiva mais, cria em mim uma relação mais íntima e cuidadosa com o programa. O “Pipoca da Ivete” é leve, pra relaxar. Uma atração que entretém e que tem a diversão como carro-chefe. No sentido exato da pipoca alimento: você vai comendo, não sabe o quanto nem em que hora começou ou quando vai terminar... É solto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos