Dono da cervejaria Petrópolis recebe autorização para sair do Brasil

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Walter Faria
    Brazilian businessman
*ARQUIVO* CERVEJARIA PETROPOLIS.  SAO PAULO - MAIO 24: O presidente  Walter Faria,   da  Cervejaria Petropolis, na fabrica em Boituva _ SP em 24 maio 2005, a empresa cresce e toma mercado da AmBev   (Foto: Luiz Carlos Murauskas/Folhapress)
*ARQUIVO* CERVEJARIA PETROPOLIS. SAO PAULO - MAIO 24: O presidente Walter Faria, da Cervejaria Petropolis, na fabrica em Boituva _ SP em 24 maio 2005, a empresa cresce e toma mercado da AmBev (Foto: Luiz Carlos Murauskas/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O dono da cervejaria Petrópolis, Walter Faria, recebeu autorização judicial para sair do país. O empresário foi um dos principais alvos da Lava Jato, em 2019, acusado de lavar dinheiro para a Odebrecht por meios de contas no exterior e doações eleitorais.

Atendendo a um pedido de habeas corpus, o ministro do STJ Humberto Martins revogou na terça-feira (11) a medida cautelar que proibia a saída de Faria do território nacional.

Para viajar, o empresário terá de apresentar as passagens, com data de ida e volta, local de hospedagem e forma de comunicação.

Walter Faria se entregou à Polícia Federal em Curitiba em agosto de 2019, depois de ficar foragido por cinco dias. Considerado um dos homens mais ricos do Brasil, o empresário usou uma conta na Suíça para intermediar o repasse de quase US$ 3,7 milhões de propina relacionada aos contratos envolvendo dois navios-sonda da Petrobras, segundo as investigações. A ação está suspensa por decisão do ministro Ricardo Lewandowski.

Vanuê Faria, empresário e sobrinho de Walter Faria, também está liberado para sair do Brasil. Foi a revogação da sua medida cautelar que motivou o habeas corpus do dono do Grupo Petrópolis.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos