Dono da Havan condenado a pagar R$ 300 mil por ofender advogados

O empresário Luciano Hang, condenado a pagar indenização por ofensas a advogados

O dono da rede de lojas Havan, o empresário Luciano Hang, foi condenado na 2ª Vara da Justiça Federal em Florianópolis a pagar R$ 300 mil reais como indenização por danos morais, por postagens ofensivas contra a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e à classe dos advogados. A condenação foi emitida nesta segunda-feira (29).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News 

Hang foi condenado por postagens ofensivas realizadas em suas redes sociais. O juíz responsável pela sentença, Leonardo Cacau Santos La Bradbury, considerou que os posts do empresário estão “longe” de constituir direito à liberdade de expressão e de crítica, e representam “violação” a “direitos fundamentais” dos atacados, sua “honra, imagem e dignidade”. 

Leia também

Trechos da publicação que originou o processo, de janeiro de 2019, citados pela Justiça:

“A OAB é uma vergonha. Está sempre do lado errado. Quanto pior melhor, vivem da desgraça alheia. Parecem porcos que se acostumaram a viver num chiqueiro, não sabem que podem viver na limpeza, na ética, na ordem e principalmente ajudar o Brasil. Só pensam no bolso deles, quanto vão ganhar com a desgraça dos outros. Bando de abutres”

O post foi tirado do ar a mando da Justiça. 

Segundo a sentença, o valor indenizatória deve ser destinado a uma “campanha de valorização da advocacia”. Ainda cabe recurso à defesa de Hang para tentar reverter a decisão.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.