Dono de bar que matou cliente por brincar de pegar cerveja fiado é condenado

Dono do bar matou cliente por causa de cerveja fiado - Foto: Getty Images
Dono do bar matou cliente por causa de cerveja fiado - Foto: Getty Images
  • Dono de bar matou cliente por fingir que pegaria cerveja fiado no Distrito Federal

  • O crime aconteceu em 2001 e o criminoso ficou quase 20 anos foragido

  • A decisão do Tribunal do Júri de Sobradinho deve ser cumprida em regime fechado

O dono de um bar no Distrito Federal foi condenado a 16 anos, sete meses e 15 dias de prisão pelo assassinato de um cliente, mais de vinte anos após o crime.

A decisão foi tomada pelo Tribunal do Júri de Sobradinho, deve ser cumprida em regime fechado e é passível de recurso.

O criminoso, identificado como Valderlan Pompeu Silva teve a prisão preventiva decretada em 2002, mas escapou e passou quase 20 anos foragido, até ser localizado em São Paulo em fevereiro do ano passado.

Entenda o crime

Valderlan matou Antônio Harilton Morais de Araújo no dia 19 de agosto de 2001, no bar do qual era dono.

Antônio era um cliente costumeiro do estabelecimento e, naquele dia, pediu uma cerveja fiado, dizendo que pagaria pelo produto dias mais tarde.

Valderlan recusou-se a vender a cerveja, mas Antônio brincou e disse que pegaria o produto de qualquer jeito. Neste momento, o dono do bar sacou um revólver e disparou contra o cliente, que não resistiu.