Dono de time da NFL arremata cinturão de Muhammad Ali por R$ 33,9 milhões

Um dos artigos mais importantes da carreira do boxeador Muhammad Ali foi arrematado nesta última sexta-feira no Heritage Auctions, com sede em Dallas (EUA). O cinturão dos pesos pesados conquistado na famosa luta "Rumble in the Jungle", contra George Foreman pelo norte-americano foi arrematado por US$ 6,18 milhões (cerca de R$ 33,9 milhões)

Quem realizou o lance vencedor foi Jim Irsay, dono do Indianapolis Colts, equipe da NFL, e que segundo a revista Bloomberg, tem até US$ 100 milhões em uma coleção de itens esportivos, de cultura pop e da história americana. Irsay pretende fazer exposições do item em alguns lugares dos EUA, como em Chicago no mês de agosto, e no estádio dos Colts, em Indianapolis, no mês de setembro. Ele também tem outros itens do boxeador, como o primeiro roupão como Muhammad Ali, em 1965, seus sapatos na revanche contra Joe Frazier, em 1975, e luvas usadas por Ali em uma defesa de título em 1966 na Alemanha.

O item estava anteriormente sob os cuidados do "cornerman" de Ali, Bundini Brown, que originalmente guardava os itens do boxeador em um depósito, mas os itens foram todos vendidos em 1988, quando o depósito foi despejado por falta de pagamento. O cinturão foi anteriormente posto em leilão e arrematado em 2016 e 2017.

O cinturão dos pesos pesados de Muhammad Ali tem uma grande representatividade. Além de ter sido ganho na famosa luta "Rumble in the Jungle", em outubro de 1974, no Zaire - atual República Democrática do Congo -, e que foi mantido por quatro anos, até a derrota de Ali para Leon Spinks, em fevereiro de 1978. O título dos pesados havia sido cassado anteriormente por Ali, que após a sua conversão ao islamismo - razão pela qual mudou seu nome de batismo, anteriormente Cassius Clay - se recusou a atender uma convocação do exército dos EUA para lutar na Guerra do Vietnã.

O item agora é o terceiro colecionável esportivo mais caro do mundo, atrás apenas da camisa da Argentina que Diego Maradona vestiu contra a Inglaterra, pela Copa do Mundo de 1986, no famoso jogo de "La Mano de Dios" e do "Gol do Século", que foi leiloado por US$ 9,2 mi (cerca de R$ 50,8 mi), e o Manifesto Olímpico de 1892, que culminou nas primeiras Olimpíadas da era moderna, quatro anos depois, e que foi arrematado por US$ 8,6 mi (cerca de R$ 47,28 mi) em 2019, segundo dados do Sports Collectors Daily.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos