Doria afirma que 1 milhão de vacinas prontas para uso chegam na terça-feira

·1 minuto de leitura
*** FOTO DE ARQUIVO *** SÃO PAULO, SP, 07.05.2021 -  O governador de São Paulo João Doria, recebe a primeira dose da Coronavac, aplicada pela enfermeira Monica Calazans, a primeira a ser vacinada no pais, em São Paulo (SP). (Foto: Bruno Santos/Folhapress)
*** FOTO DE ARQUIVO *** SÃO PAULO, SP, 07.05.2021 - O governador de São Paulo João Doria, recebe a primeira dose da Coronavac, aplicada pela enfermeira Monica Calazans, a primeira a ser vacinada no pais, em São Paulo (SP). (Foto: Bruno Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador João Doria (PSDB) afirmou, neste sábado (26), que o estado receberá 1 milhão de doses prontas da vacina do Instituto Butantan já nesta próxima terça-feira (29.

Segundo Doria, a remessa com as doses prontas se deu em decorrência de uma reunião entre representantes do governo paulista, Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac, ocorrido no último dia 22. "Estamos na luta para vacinarmos todos o mais rápido possível", disse.

O governador de São Paulo afirma que fez o pedido diretamente ao vice-presidente Mundial da Sinovac, Weining Meng, para que fosse enviadas as vacinas prontas, além do IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo), que é a matéria prima para a produção das doses no Brasil.

O governo estadual diz que a resposta foi positiva desde então. "Vamos dar apoio total ao Butantan e também ao estado de São Paulo. O que o governador precisar, a gente vai dar todo o suporte", afirmou Meng.

A chegada das vacinas já prontas evita uma espera em torno de 15 a 20 dias, que é o tempo necessário para se realizar o envase, rotulagem, embalagem e controle de qualidade antes do fornecimento das doses ao Ministério da Saúde.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos