Doria amplia horário de funcionamento do comércio em SP até 23h a partir desta sexta-feira

·3 minuto de leitura
A customer sits in a chair at the table arranged for maintaining social distance between guests at a dining room of a restaurant, as the city eases the restrictions imposed to control the spread of the coronavirus disease (COVID-19) in Sao Paulo, Brazil July 6, 2020. REUTERS/Amanda Perobelli
Durante coletiva de imprensa, também foi anunciado o aumento da capacidade de ocupação dos estabelecimentos, que passará de 40% para 60% (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)
  • O governador de de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (7) que ampliará o horário de funcionamento do comércio até às 23h a partir desta sexta-feira (9)

  • Também foi anunciado o aumento da capacidade de ocupação dos estabelecimentos, que passará de 40% para 60%

  • Com a nova mudança, os serviços vão passar a funcionar até às 23h e o toque de recolher será das 23h às 5h

O governador de de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira (7) que ampliará o horário de funcionamento do comércio no estado até às 23h a partir desta sexta-feira (9). Hoje, o limite de horário vai até 21h.

Durante coletiva de imprensa, também foi anunciado o aumento da capacidade de ocupação dos estabelecimentos, que passará de 40% para 60%. 

Leia também:

A medida incluiu todos os setores da economia, como:

  • bares;

  • restaurares;

  • shoppings;

  • serviços de um modo geral.

Segundo Doria, o estado continua na chamada fase de transição do Plano SP até 15 de julho. Até então, nesta fase, o comércio e serviços só podiam funcionar até as 21h e lotação máxima de 40%. Além disso, há toque de recolher entre às 21h e 5h.

Agora, com a mudança desta quarta-feira (7), os serviços vão passar a funcionar até às 23h e o toque de recolher será das 23h às 5h a partir da próxima sexta-feira (9). A lotação máxima poderá ser de 60%. 

Na prática, porém, não há lei, multa ou fiscalização para verificar esse percentual.

Aulas presenciais no ensino superior

Além disso, o governo de São Paulo anunciou que permitirá a volta às aulas presenciais em todo o ensino superior a partir do dia 2 de agosto.

Os cursos da área de saúde poderão ter a volta às aulas com 100% da capacidade nas salas de aula. Para os demais cursos, há uma limitação de 60% de ocupação, mesma regra aplicada ao setor de serviços. 

Brazil's Sao Paulo state governor Joao Doria, wearing a face mask, speaks during an interview with Reuters at Palacio dos Bandeirantes, the seat of the Sao Paulo State Government in Sao Paulo, Brazil April 20, 2021. REUTERS/Amanda Perobelli
Segundo Doria, o estado continua na chamada fase de transição do Plano SP até 15 de julho. Até então, nesta fase, o comércio e serviços só podiam funcionar até as 21h e lotação máxima de 40%. Além disso, há toque de recolher entre às 21h e 5h (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)

Educação básica

A partir de 1º de agosto, todas as escolas do estado de São Paulo poderão retomar as atividades sem restrição de capacidade de alunos dentro dos estabelecimentos de ensino.

Atualmente, as escolas podem receber 35% da capacidade. Rossieli Soares explicou que o estado está preocupado com os índices de evasão escolar e afirmou que a escola garante aos alunos acolhimento, socialização, proteção social, aprendizado, além de direitos sociais e alimentação. Por isso, o governo de São Paulo entende que a volta às aulas é uma prioridade.

"A educação básica presencial é essencial. Todo esforço que fizemos não vai substituir nunca a escola presencial", afirmou o secretário de Saúde. Ele ainda reforçou

Pelo calendário de vacinação, todos os profissionais da educação já puderam tomar a primeira dose da vacina. Até 15 setembro, a promessa é que todos os moradores de São Paulo, a partir dos 18 anos, já tenham começado o processo de imunização.

Além da vacinação dos profissionais da saúde, Rossieli Soares afirmou que serão adotados protocolos dentro das escolas, além de um sistema de testagem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos