Doria anuncia suspensão de corte de gás e água para estabelecimentos até 30 de março

Eduardo Simões
·1 minuto de leitura
Governador de São Paulo, João Doria

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira a suspensão do corte de água e gás até 30 de março para os estabelecimentos comerciais que estão inadimplentes, em uma medida de alívio para essas empresas em meio à pandemia de Covid-19.

"Será suspenso o corte no fornecimento de gás e água --água aqui, quero esclarecer, fornecida pela Sabesp, que tem o controle público do governo do Estado de São Paulo. Isso para todos os estabelecimentos comerciais que por circunstâncias não puderam honrar o pagamento de suas contas de gás e água. Isto está suspenso até 30 de março deste ano", disse Doria em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

"As contas pendentes poderão também ser parceladas sem juros e sem multa por até 12 meses", acrescentou Doria.

Ele também anunciou que o governo do Estado abrirá crédito de 125 milhões de reais para os setores de turismo, eventos e gastronomia, também como um alívio diante do impacto econômico provocado pela pandemia. Doria anunciou, ainda, a suspensão dos protestos de débitos inscritos na dívida ativa pública do Estado por 90 dias a partir desta quarta.

"Para que os empresários, micros e pequenos empresários, tenham capacidade de adquirir financiamento e negociarem suas dívidas", justificou.