Doria cancela licença e anuncia retorno de Miami; vice recebeu diagnóstico de Covid-19

CAMILA MATTOSO, MARIANA CARNEIRO E CARLOS PETROCILO
·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO***BRASILIA, DF,  BRASIL,  21-10-2020 - O governador de São Paulo João Dória (PSDB), durante coletiva de imprensa no salão azul do senado. O governador mostrou ampolas da Vacina contra o coronavírus que está sendo desenvolvida pelo instituo Butantan. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress) ORG XMIT: AGEN2010211556745371
***FOTO DE ARQUIVO***BRASILIA, DF, BRASIL, 21-10-2020 - O governador de São Paulo João Dória (PSDB), durante coletiva de imprensa no salão azul do senado. O governador mostrou ampolas da Vacina contra o coronavírus que está sendo desenvolvida pelo instituo Butantan. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress) ORG XMIT: AGEN2010211556745371

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador João Doria (PSDB-SP) cancelou sua licença de dez dias do cargo e anunciou que vai retornar a São Paulo ainda nesta quarta-feira (23).

Seu vice, Rodrigo Garcia (DEM-SP), que está em seu lugar, recebeu mais cedo resultado positivo para Covid-19.

"Acabo de receber a notícia de que o vice-governador testou positivo para Covid-19. Por conta disso, estou cancelando minha licença e retorno ainda hoje para SP para seguir o trabalho à frente do Governo de SP. Desejo pronta recuperação ao Rodrigo Garcia", escreveu Doria nas redes sociais.

Doria viajou com a mulher para Miami na noite desta terça (22). A informação foi publicada pela Revista Oeste, confirmada pelo Painel.

Em nota, a equipe de comunicação do governador informou que "Doria comunicou na segunda-feira (21), durante coletiva de imprensa, que se afastaria por dez dias a partir desta terça (22) para se dedicar à família, pois se ausentou desse convívio durante o combate à pandemia do coronavírus".

Segundo a assessoria de imprensa, o centro de contingência continuaria com suas ações ininterruptas para conter a pandemia.

Na terça, o governador anunciou que todo o estado de São Paulo irá regredir para a fase vermelha, a mais restritiva do plano de contenção da pandemia do novo coronavírus, durante os feriados de Natal e do Ano-Novo.