Doria cobra seriedade de Bolsonaro em meio à pandemia: “saia da bolha de ódio”

Aliados durante a eleição, Bolsonaro e Doria estão em rota de colisão mesmo antes da crise do coronavírus (Foto: Fabio Vieira/FotoRua/NurPhoto via Getty Images)

O governador de São Paulo, João Doria, criticou o presidente Jair Bolsonaro e pediu para que ele “saia da bolha de ódio e comece a ser um líder”. A cobrança acontece hora depois de o presidente pedir para que governadores revejam as medidas de isolamento social em meio à crise do coronavírus.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Doria escreveu nas redes sociais que “mais uma vez, o presidente Bolsonaro deixa de defender a saúde dos brasileiros para atacar quem está trabalhando para proteger vidas”. Segundo o governador de São Paulo, o presidente prefere comícios, andar de jet ski, treinar tiros e fazer churrascos, “enquanto milhares de brasileiros morrem por coronavírus”.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Até o momento, o Brasil tem 13,5 mil mortes pela Covid-19.

Nesta manhã, Bolsonaro defendeu a reabertura do comércio e afirmou que, com a economia parada, mais brasileiros vão morrer.

“Acorde para a realidade, presidente Bolsonaro. Saia da bolha de ódio e comece a ser um líder. Se for capaz”, finalizou Doria.

Leia também

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.