Doria critica repasse do governo Bolsonaro aos estados: “Mais Brasília e menos Brasil”

Anita Efraim
·1 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - JANUARY 07: Governor of Sao Paulo Joao Doria looks on during a press conference to give updates about the effectiveness of CoronaVac vaccines developed by the Chinese laboratory Sinovac in partnership with the Butantan Institute on January 7, 2021 in Sao Paulo, Brazil. The government of Sao Paulo reported that the CoronaVac vaccine was 78% effective in clinical tests conducted in Brazil. For severe cases and deaths, the vaccine protection has reached 100%. The Butantan Institute intends to forward to the Sanitary Surveillance Agency (Anvisa) today the authorization request for emergency use and the definitive registration of the vaccine in the country. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
Doria criticou Bolsonaro durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (Foto: Alexandre Schneider/Getty Images)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), criticou a gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em relação aos repasse de verbas aos estados brasileiros.

No último domingo, Bolsonaro publicou nas redes sociais dados sobre repasses que a União fez às unidades da federação para o combate ao coronavírus. A publicação gerou críticas por partes dos governadores, que publicaram uma carta.

Leia também

Segundo Doria, estados repassaram R$ 1,9 trilhão ao governo federal, arrecadados com impostos. “São Paulo foi responsável por 41% das arrecadações, R$ 414 bilhões em arrecadação. E recebeu apenas 11% do que arrecadou, ou seja, R$ 55 bilhões”, afirmou o tucano.

“O fato é que os estados brasileiros sustentam o governo federal, não o contrário. Não é a União que sustenta os estados brasileiros, são os estados que sustentam a União. Apenas 39,73% da arrecadação federal foi distribuída a estados e municípios. É, por tanto, um mau exemplo. Mais Brasília e menos Brasil. Está na hora de mudar”, disse.