Doria desmente vídeo de festa gravado por vizinha: "Fake news"

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minuto de leitura
Sao Paulo Governor Joao Doria speaks during a press conference in Serrana, about 323 km from Sao Paulo, Brazil, on February 17, 2021. - A small town in the interior of the Brazilian state of Sao Paulo began vaccinating its entire adult population on Wednesday as part of an unprecedented clinical study to analyse the impact of immunisation in controlling the Covid-19 pandemic. (Photo by NELSON ALMEIDA / AFP) (Photo by NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), desmentiu em suas redes sociais um vídeo gravado por sua vizinha, que acusou o filho do tucano de promover uma festa em sua casa, no Jardim Europa, bairro nobre da zona sul da capital paulista, em meio aos protestos contra o fechamento do comércio para evitar a propagação do novo coronavírus e o colapso na saúde.

No material, compartilhado em redes sociais e aplicativos de mensagens, a mulher flagra música alta na casa da frente da mansão do governador e diz que é onde mora o filho mais velho do tucano, João Doria Neto.

Leia também

“Filho do Doria fazendo festa. Está lotado aí dentro. Festa com som. Ali é a casa do Doria e aqui é o filho. As polícias todas lá para proteger ele e aqui o filho dando festa em plena pandemia. Muito bem. Com música ao vivo, tá? Muito bem. Parabéns. Ele fecha o país, mas o filho está dando uma festa aqui do lado da casa dele. Música ao vivo, legal, a vida continua para ele”, narra a vizinha no vídeo gravado na noite de sexta-feira (5).

Nas redes sociais, o tucano chamou o vídeo de “fake news”. “A casa não é do filho do governador João Doria. Havia 3 pessoas cantando karaokê no momento. Ao serem abordadas diminuíram o som para não incomodar a vizinha”, diz a publicação.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, enquanto uma mulher tentava registrar a suposta festa, Doria chegou a ir até a rua, acompanhado pelo segurança, para verificar a movimentação. A assessoria diz que ele “foi até lá pedir educadamente que abaixassem o som”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

“A vizinha e mais duas mulheres, que cantavam karaokê, prontamente atenderam ao pedido do governador”, informou o Palácio dos Bandeirantes.