Doria diz que FHC errou duas vezes ao prever que ele seria derrotado

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta sexta (24) que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso errou duas vezes ao avaliar que ele seria derrotado nas prévias tucanas à disputa municipal e, depois, nas eleições.

As falas de Doria foram uma resposta a entrevista do ex-presidente ao jornal "O Globo", em que FHC comentou o discurso do prefeito de que é "gestor, e não político" e a viabilidade de ele concorrer ao Planalto em 2018.

"O Brasil está cheio de bons gestores e nem todos viram líderes. O importante na política é ser líder. Liderança você constrói e leva tempo. Para governar, tem também que ter credibilidade. Isso não é igual a popularidade", disse Fernando Henrique ao jornal.

Questionado após evento dirigido a advogados, Doria ressaltou que não falaria sobre 2018, mas rebateu a fala de FHC.

"Respeito muito o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, mas eu só lembro que ele previu que eu não seria eleito nas prévias para ser candidato pelo PSDB", disse.

"[FHC] Apoiou outro candidato, o que não muda minha admiração. Ele mesmo já confessou que, quando comecei campanha para prefeito de SP, acreditava que eu não seria eleito. Venci as duas. Os dois primeiros prognósticos do FHC ele errou", acrescentou.

Publicamente, Doria tem defendido a candidatura do governador Geraldo Alckmin à Presidência pelo PSDB nas próximas eleições. Ele se diz "leal" ao governador.