Doria e Leite discutem modelo de prévias com o presidente do PSDB

Gustavo Schmitt
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO. Potenciais candidatos nas prévias do PSDB, os governadores João Doria e Eduardo Leite vão se reunir nesta terça-feira para discutir o modelo da disputa com Bruno Araújo, presidente da sigla. O processo eleitoral interno para a ecolha de um nome nas eleições de 2022 está marcado para 17 de outubro deste ano.

Doria pretende levar ao encontro sua proposta de eleições diretas, de modo que todos os mais de 1 milhão de filiados ao partido possam votar. O governador disse ao GLOBO que considera este modelo mais democrático. Leite não comentou o pleito do rival.

Embora enfrente hoje resistência no partido, Doria já obteve vitórias em prévias recentes. Em 2016, quando tinha o apoio do então padrinho político e governador Geraldo Alckmin, Doria foi o indicado para disputar a prefeitura de São Paulo e acabou eleito. Dois anos depois, Doria deixou a prefeitura e venceu outra disputa interna para concorrer ao Palácio dos Bandeirantes e se tornar governador.

Quem deve definir o formato das prévias será uma comissão partidária com sete membros do partido, cujos trabalhos foram iniciados na noite de segunda-feira.

Membros da comissão partidária apontaram entraves logísticos para a possibilidade de voto direto nas prévias. Até mesmo o próprio coordenador do grupo, o ex-deputado e ex-presidente Nacional, José Anibal, disse ao GLOBO que considera "difícil" organizar o processo.

Além de Leite e Doria, o senador Tasso Jereissati e o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, também demonstraram interesse em participar das prévias.