Doria faz discurso e decreta que São Paulo não está mais em quarentena

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Governor of Sao Paulo, Joao Doria, speaks to the media about the vaccination against coronavirus disease (COVID-19) at Butanta Institute in Sao Paulo, Brazil August 16, 2021. REUTERS/Carla Carniel
Na última terça-feira (17), governo Doria acabou com medidas de restrição de horário e de capacidade em estabelecimentos dos setores de comércio e serviços (Foto: REUTERS/Carla Carniel)
  • Em evento do PSDB, João Doria afirmou que estado de São Paulo não está mais em quarentena

  • Segundo o governador, o estado vive um momento de "obediência ao uso de máscara e ao distanciamento"

  • Discurso aconteceu durante evento tucano, que teve aglomeração em local fechado

Na tarde quarta-feira (18), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), participou de um evento do partido e decretou que o estado não está mais em quarentena, mas em um período de “obediência”.

“Não estamos mais em quarentena em São Paulo. Estamos em um período de obediência ao uso de máscara e ao distanciamento, mas já não estamos em quarentena”, disse o governador.

Leia também:

O evento foi organizado para filiar Tomás Covas, filho do ex-prefeito Bruno Covas, ao partido. Recentemente, o jovem ganhou um cargo como estagiário no Palácio dos Bandeirantes. Em uma casa de show, Doria falou para um público de 300 pessoas, causando aglomeração.

Na última terça-feira (17), o estado acabou com as medidas de restrição de horário e de capacidade de público nos estabelecimentos dos setores de comércio e serviço. Além disso, Doria também dissolveu o Centro de Contingência do coronavírus, instituindo apenas um comitê com nove profissionais da saúde.

Estiveram no evento o vice-governador, Rodrigo Garcia, recentemente filiado ao PSDB, o presidente municipal do partido, Fernando Alfredo e também o presidente nacional, Bruno Araújo.

Previas do partido para 2022

Doria comentou a realização das prévias para definir quem será o candidato do PSDB na eleição de 2022. “Quando levaram a proposta de prévias ao nosso Bruninho Araújo, talvez algum desenganado tenha dito: o governador não quer prévias. Mas eu adoro prévias. Eu sou filho das prévias”, disse o governador.

Doria se coloca contra a reeleição e afirma que, mesmo se perder as prévias do partido, não repetirá a campanha ao governo do estado. Quem deve concorrer é Rodrigo Garcia, vice-governador.

As prévias do PSDB estão marcadas para 21 de novembro. Além de João Doria, devem concorrer o senador Tasso Jereissati, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio.

Filiação de Tomás Covas

Evento de filiação de Tomás Covas ao PSDB teve aglomeração em local fechado (Foto: Reprodução/Twitter @psdb)
Evento de filiação de Tomás Covas ao PSDB teve aglomeração em local fechado (Foto: Reprodução/Twitter @psdb)

Tomás Covas, o novo filiado do PSDB, se emocionou ao falar do pai. “Acompanhei a trajetória do meu pai desde muito pequeno, quando ele passou pela Assembleia Legislativa, pela Câmara, secretário do Meio Ambiente, vice-prefeito a convite do João, e depois prefeito. A gente sabe que a trajetória dele seria muito mais longa, mas infelizmente ele nos deixou. O legado fica para todos nós. A gente sempre falava sobre política. Ele era um amigo, uma pessoa muito especial.”

Doria, por sua vez, disse que Tomás é o “futuro prefeito da capital de São Paulo” e comentou o estágio do jovem no Palácio dos Bandeirantes: “Ele está trabalhando duplamente conosco. Estuda de manhã e fica das 15hs até 23hs. Se a mãe dele não me der uma chicotada, mas em mim do que você, Tomás, nós vamos em frente”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos