Doria liga para Lula para falar de ameaça de tiros sofrida pelo ex-presidente

CAMILA MATTOSO
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O governador João Doria (PSDB-SP) telefonou nesta segunda-feira (15) a Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e à presidente do partido, Gleisi Hoffmann, para tratar do caso do homem que gravou um vídeo em que ameaça dar tiros no ex-presidente. A ideia do telefonema foi a de prestar solidariedade e também dizer que determinou ao secretário de Segurança Pública, general João Camilo de Campos Pires, que investigue o caso com o máximo possível de rigor. O próprio governador tucano tem sofrido com ameaças nos últimos meses. No vídeo, um homem dá tiros em alvos improvisados e chama Lula de "filho da puta". "Hoje é sábado, dia 13 de março, presta atenção no recado que eu vou dar para você, seu vagabundo: se você não devolver os R$ 84 bilhões que você roubou do fundo de pensão dos trabalhadores, você vai ter problema, hein, cara? Você vai ter problema”, diz o homem no vídeo que se disseminou pelas redes sociais. A gravação foi divulgada em diversas redes sociais após a decisão do ministro do STF Edson Fachin de anular as condenações do petista proferidas pela 13ª Vara Federal da Justiça Federal de Curitiba, responsável pela Lava Jato. Em suas redes sociais, Gleisi Hoffmann disse que o homem será processado civil e criminalmente.​