Doria pede para população evitar deslocamentos não necessários até chuva diminuir em SP

BRUNA NARCIZO*
***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 26.01.2020 - O governador de São Paulo, João Doria. (Foto: Greg Salibian/Folhapress)

DUBAI, EMIRADOS ÁRABES (FOLHAPRESS) - O governador João Doria (PSDB-SP) pediu para que as pessoas evitem se deslocar após os temporais que atingiram o estado de São Paulo nesta manhã. 

"Evitem deslocamentos que não sejam absolutamente necessários até que as chuvas diminuam", disse ele, que está nos Emirados Árabes Unidos (EAU) para o lançamento de um escritório do estado em Dubai. 

Doria afirmou que está acompanhando o movimento das chuvas no estado de São Paulo desde a madrugada no Brasil. "A situação é grave em alguns locais, mas a defesa civil do Estado de São Paulo está mobilizada."

Segundo ele, não é possível "evitar por completo" tragédias do tipo "já que a mudança climática está impondo um volume maior de chuvas". 

Ele afirma, no entanto, que o governo tem ampliado a possibilidade de investimento nos piscinões, usados para o escoamento da água. 

"É o que estamos fazendo sobretudo no piscinão de jaboticabal na região do grande ABC."

O governador diz ainda que os planos de investimento foram revistos com relação ao que foi destinado para a prevenção de enchentes no ano passado. 

"Essa é a medida mais importante. A outra é evitar a ocupação irregular de áreas de risco. Que não oferecem nenhuma estrutura para quem irregularmente constroi a sua casa numa encosta", afirmou. 

A Folha de S.Paulo mostrou na semana passada, no entanto, que a maioria das grandes obras contra enchentes na cidade de São Paulo está atrasada. Bruno Covas (PSDB) assumiu a prefeitura após Doria deixar o cargo para disputar o governo do estado.


*A repórter viajou a convite do governo de São Paulo