Drinques gaseificados e refrescantes são a tendência do verão: veja onde beber

Paula Lacerda
·6 minuto de leitura

"Já se imaginou nesse calor, na praia, piscina, quiosque ou até no borrachão, bebendo um dry martini? Eu não! Então vamos pro refrescante!". O chamado é o do mixologista Thiago Teixeira, que aponta para uma aposta cada vez mais em voga na coquetelaria carioca: sodas e outros drinques gaseificados por carbonatação, nas versões Hard Seltzer (quando a bebida alcoólica é totalmente carbonatada, inclusive a base alcoólica) ou Highball (bebida mista em que é adicionada à base alcoólica uma proporção maior de uma bebida não alcoólica gaseificada, misturando-se tudo no copo).

Thiago é consultor da marca Preshh, um sistema de gaseificação artesanal das bebidas que vem sendo levado para várias casas do eixo Rio - São Paulo. Nesta quinta-feira (14), é ele quem abre no Garoa Bar Lounge de Ipanema, comandado por Pretinho Cereja, a Quinta Preshh. O evento investe na tendência das sodas, hard seltzers e highballs trazendo, a cada quinta-feira de janeiro,nas unidades do Leblon e Ipanema, três drinques carbonatados preparados com o sistema Preshh.

- Os carbonatados já estão presentes na coquetelaria há muito tempo, com coquetéis como Cuba Libre, Mojito, Gin Fizz, Tom Collins, Clericot e os Spritz. Só que antes, usávamos água com gás ou sodas de garrafa e lata, que depois de abertos, logo perdiam o gás, gerando desperdício e uma entrega com qualidade comprometida. Com o Preshh, conseguimos reproduzir inúmeras receitas carbonatadas sem perder as borbulhas, sem sódio e de melhor qualidade podendo carbonatar a todo momento - explica Thiago, que criou para a noite o Preshh Tropical (gim, energético tropical, espuma cítrica, ginger ale e páprica picante), que também pode ser pedido sem álcool.

Aliás, quando o assunto é álcool, os drinques gaseificados ampliam ainda mais seu alcance entre o público, seja entre a turma acostumada a beber ou não. Isso porque as borbulhas da bebida reduzem a sua percepção alcóolica, fazendo co que ela fique leve ao paladar.

- Até quem não está acostumado à intensidade alcóolica bebe. O drinque carbonatado é refrescante e democrático - diz Tai Barbin, que comanda junto com Anderson Santos o Liz Cocktail & Co., no Leblon, e lançou no ano passado uma linha de carbonatados na casa, incluindo três drinques engarrafados prontos para o consumo.

A seguir, algumas casas cariocas que apostam nos drinques gaseificados e refrescantes:

Garoa Bar Lounge

Até o fim de janeiro, toda quinta-feira, as unidades do Leblon e de Ipanema terão três drinques carbonatados refrescantes e exclusivos em sua carta, preparados com o sistema Preshh. Cada coquetel custará R$ 29: o La Tomatina (gim, tomate, ginger ale e "amor'), criação de Igor Renovato; o Sex on the Preshh (gim, vermute branco, laranja, xarope de elderflower e grenadine), de Pretinho Cereja; e o Preshh Tropical (gim, energético tropical, espuma cítrica, ginger ale e páprica picante), de Thiago Teixeira, que também pode ser pedido sem álcool. Na estreia, nesta quinta (14), o mixologista Thiago Teixeira, consultor da marca Preshh, dividirá o balcão do Garoa Ipanema com o residente Pretinho Cereja. Todas as noites serão animadas por um DJ.

Garoa Bar Lounge: Leblon: Rua Dias Ferreira 50 – 3591-7617. Ipanema: Rua Prudente de Morais 1.810 – 3264-7760. Qui, das 20h à meia-noite. Até 28 de janeiro.

Liz Cocktails & Co

O bar da casa comandado por Tai Barbin e Anderson Santos lançou ontem uma nova carta de drinques, com os gaseificados em destaque. No início do ano passado, o Liz passou a ter uma linha só de carbonatados, lançando, na sequência, três drinques clássicos da casa em versões engarrafadas, de 275ml, para consumo imediato (R$24,90, a unidade). Na família dos Collins (basicamente coqueteis sour - azedos, feitos usando base de destilado, suco de limão, açúcar e água carbonatada, servidos sobre gelo em um copo com o mesmo nome) da carta, destaque para o San Nicolar Collins (Tequila Silver, shrub de pepino com gengibre, limão siciliano, solução salina, água com gás), e para o Red Rye Collins (Johnnie Walker Red Rye Finish, mel, laranja, limão siciliano, água com gás), ambos a R$ 36.

Liz: Rua Dias ferreira 679, Leblon - 98460-7332. Qua a sáb, das 18h à 1h. Dom, das 17h às 23h.

Nosso

A carta de drinks explora bastante os gaseificados, com variações como o ginger ale, soda de lavanda, água de coco gaseificada, água tônica e outros. Entre as criações do chefe de bar Daniel Estevan, o suave e floral Mota, a R$ 29 (vodka, grapefruit, limão e soda de lavanda), o refrescante Tropicália, a R$ 29 (whisky escocês, água de coco gaseificada e ginger ale) e o Noel, a R$31 (gin Rosê, vermute seco e licor de flor de sabugueiro). O Noel também é vendido em versão engarrafada de 375ml (ótima opção para quem quer beber em casa), acompanhada de duas tônicas. Faz cinco drinques.

Nosso: Rua Maria Quitéria 91, Ipanema - 996190099. Ter e dom, das 19h à meia-noite. Qua a sáb, das 19h à 1h.

Stuzzi

O Di Angelo, coquetel mais vendido da casa, é uma combinação refrescante à base de gim, gengibre, suco de limão e soda artesanal de capim limão gaseificada com Preshh (R$34). A criação é de Lelo Forti.

Stuzzi: Rua Dias Ferreira 45, Leblon – 99138-4663. Qua a dom, a partir das 19h.

4e5 Bar

O drinque Por do Sol, do bartender Rafael Alves, leva gim, soda artesanal de morango com grapefruit, limão e espuma artesanal de limão com cerveja (R$33,90) e é um dos mais vendidos da casa. De segunda a sexta, das 16h às 21h, o coquetel sai por R$17,90.

4e5: Av. Lúcio Costa 3.460, loja 101, Barra da Tijuca – 2496-8989. Dom a qui, das 12h à 1h. Sex e sáb, das 12h às 2h.

Os Imortais

No bar, o Highlander, um highball, leva bourbon, xarope orgeat (de amêndoas com água de rosas), sour mix, soda artesanal de limão (feita com Preshh) e limão siciliano (R$25). Ele faz parte da carta de drinques autorais da casa, criada pelo mixologista Thiago Teixeira. Às terças, o coquetel sai por R$17,50, apenas para as mulheres, na promoção TPM (Terça para Mulheres).

Os Imortais Bar: Rua Ronald de Carvalho 147, Copacabana – 3563-8959. Seg e ter, das 18h à meia-noite. Qua a sex, das 18h à 1h. Sáb, das 12h à 1h. Dom, das 12h à meia-noite. A promoção não é válida para o delivery.

R21 Bar e Restaurante

O Bombay Preshh, do bartender Lucio Martins, leva gim, soda artesanal de toranja (grapefruit) e suco de limão thaiti (R$ 33,90). De segunda a sábado, das 12h às 20h, o coquetel sai por R$16,95, no happy hour.

R21 Bar e Restaurante: Av. Olegário Maciel, 130/Loja C, Barra da Tijuca – 3088-7774.