Drinques refrescantes são o tema da aula de Marcelo Emídio

O Globo
·3 minuto de leitura

Mixologista responsável pelas cartas de todas as seis casas do Grupo 14 zero3 – leia-se Pici Trattoria, Posì Mozza & Mare e companhia – Marcelo Emídio é o convidado da oitava aula da série promovida pelo Hub Rio Gastrnomia. No vídeo a seguir, o craque das coqueteleiras ensina a preparar três de suas criações para o Oia, endereço de cozinha mediterrânea em Ipanema. Ele indica também o copo ideal para servi-los e harmonizações.

Começando pelo mais leve: o Mykonos é recomendado para acompanhar pratos frescos como o atum selado servido com salada grega, em cartaz na casa. Leva tequila infusionada com romã, licor de casca de laranja, suco cítrico (laranja e limões siciliano e tahiti), xarope de romã e sorbet de limão.

- Por conta do sorbet, o ideal é bater no mixer para deixar o drinque mais homogêneo. Mas também pode ser feito na coqueteleira, é só bater mais tempo – explica Emídio, que também ensina como fazer em casa xaropes, caldas e infusões usados nas receitas.

Tendo como base o Bourbon, o uísque americano feito de milho, o Navagio, o segundo coquetel, é indicado para acompanhar pratos de sabores um pouco mais intensos, como a moussaka, feita com berinjela e ragu de carne com especiarias. Para dar conta dos condimentos, o drinque leva também amaro (licor de ervas), calda de frutas vermelhas com pimenta dedo-de-moça, suco de limão-siciliano e calda de maracujá com limoncello. É o que ele chama de coquetel evolutivo, quando o sabor vai mudando conforme você vai bebendo.

Por fim, o mixologista apresenta um coquetel sem álcool, o Paradise, composto de tangerina in natura espremida no copo, schrub (xarope feito com vinagre no lugar da água) de maracujá, suco de limão-siciliano, água tônica e soda artesanal de gengibre.

– É ótimo para acompanhar saladas e outros pratos frescos. E também pode virar um drinque alcóolico, adicionando gim.

Fica a dica.

O Rio Gastronomia é uma realização do jornal O GLOBO com apresentação do Senac RJ e do Sesc RJ, patrocínio master do Santander, patrocínio de Naturgy e Stella Artois, apoio do Gosto da Amazônia, Água Pouso Alto e Getnet, e parceria do SindRio.

Receita do Mykonos

3 bolas de sorbet de limão-siciliano

35ml de tequila infusionada com romã

15ml de xarope artesanal de romã

20ml de suco cítrico (mistura de laranja com limões siciliano e tahiti)

20ml de licor de casca de laranja

100ml de espumante Brut

Modo de preparar

Num recipiente, misture todos os ingredientes (exceto o espumante) com o auxílio de um mixer. Transfira para uma taça e complete com o espumante. Torça uma casca de laranja para aromatizar o coquetel e use-a para decorar.

Receita do Navagio

50ml de Bourbon

20ml de Amaro

15ml de calda de maracujá

50ml de calda de frutas vermelhas

15ml de suco de limão-siciliano

10ml de redução de maracujá

Modo de preparar

Bata todos os ingredientes em uma coqueteleira por aproximadamente 8 segundos. Coloque gelo num copo previamente resfriado e coe o drinque por cima. Complete (devagar, para não misturar) com gelo triturado. Para a guarnição, faça uma cumbuca de limão tahiti desidratado e preencha com pedaços de manga cortados em cubos. Acomode sobre o gelo triturado. Finalize regando o gelo com a calda de maracujá e limoncello.

Receita do Paradise (sem álcool)

3 gomos de tangerina com a casca

20ml de shrub de maracujá

15ml de suco de limão-siciliano

100ml de soda artesanal de gengibre

40ml de água tônica

Modo de preparar

Amasse os gomos de tangerina diretamente na taça e, depois, acrescente o limão e o shrub. Encha a taça de gelo e coloque a soda de gengibre e a tônica. Mexa levemente. Amasse uma casca de limão-siciliano para aromatizar o coquetel e use-a para decorar.