Casal de idosos é encontrado morto a facada em apartamento na Zona Sul do Rio

Um casal de idosos foi encontrado morto a facadas, na madrugada deste sábado, dia 25, em um apartamento no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio. Os corpos de Geraldo Pereira Coelho, de 73 anos, e Oselia da Silva Coelho, de 72, estavam no sofá-cama da sala da residência. O genro deles, Cristiano da Silva Lacerda, de 40, foi encontrado também ferido dentro da cama baú do quarto do namorado e filho das vítimas, Felipe da Silva Coelho. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).

Veja imagens: Idoso é preso por furtar lojas de roupa; vídeo mostra ação em estabelecimento na Zona Sul

Em Copacabana: Polícia prende suspeito de chefiar gangue de falsos ambulantes que atua em praias do Rio

Por volta de 00h55, policiais militares do 2º BPM (Botafogo) foram acionados para um suposto suicídio no apartamento 105 do prédio 92 da Rua Pio Correia. Ao chegar no local, os PMs apuraram que tratava-se de um duplo homicídio provocado por arma branca. De acordo com eles, Felipe estava no play no condomínio dizendo repetidamente: “Quero me matar, meus pais estão mortos no apartamento, tem mais gente em casa”.

Diante da narrativa de Felipe, os militares foram até o apartamento da família e encontraram o casal de idosos mortos no sofá-cama da sala. Cristiano foi localizado em seguida com comportamento alterado e uma faca ensanguentada, dentro da cama-baú no quarto do namorado.

'O Leblon virou uma selva'': Advogada é puxada pelos cabelos durante assalto na Zona Sul; vídeo

Os PMs acionaram então o Grupo de Local de Crime (GELC) da DHC, que realizou a perícia no imóvel. Cristiano foi socorrido ao Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon. Ele estava desacordado e, de acordo com os militares, com elevado grau de embriaguez - ele tinha uma garrafa de bebida alcoólica ao seu lado, dentro da cama-baú. No imóvel, foram encontradas diversas caixas de medicação controlada, Clonazepan. A direção da unidade confirma que Cristiano tem estado de saúde estável.

De acordo com a Polícia Civil, um inquérito foi instaurado na DHC para apurar o caso e diligências estão sendo realizadas. Felipe foi conduzido a sede da especializada, na Barra da Tijuca, para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido.

Matéria em atualização.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos