Companhia de lixo britânica encontra osso que poderia ser do papa Clemente I

Londres, 2 mai (EFE).- Uma empresa que recolhe resíduos no Reino Unido encontrou o que poderia ser uma relíquia do papa Clemente I, também conhecido como Clemente de Roma ou Clemente Romano, que faleceu no ano 99, informou nesta quarta-feira o jornal "The Times".

De acordo com a publicação, a caixa era um relicário de vidro vermelho e dourado, fechado com cera e com a inscrição "EX.OSS S.CLEMENTIS P.M.".

James Rubin, o proprietário da empresa que achou o objeto disse que ao encontrar a caixa com um pedaço de osso pensou: "O que é isso?, O que eu faço com isso?". Ele descobriu a peça no depósito da sua empresa, a Enviro Waste. Após uma busca na internet, se deu conta de que se tratava de uma suposta relíquia religiosa.

"Você pode imaginar a nossa surpresa quando percebemos que nossos funcionários encontraram um osso que pertenceu a um papa. Não é uma coisa comum", afirmou ele, que disse ter pensado, logo em seguida, que o objeto precisava voltar ao seu dono, fosse ele um museu ou uma igreja.

Diarmaid MacCulloch, professor de História Religiosa da Universidade de Oxford, explicou ao jornal que muitas relíquias se perderam no século XVI. Mas segundo ele, a peça poderia ser, na verdade, "uma lembrança da era napoleônica", que algum turista levou para Londres. De acordo com o especialista, o relicário é sim "muito antigo" e poderia ter pertencido a algum cristão entre "os séculos II e VI", mas não é possível determinar de quem foi.

São Clemente, que foi morto há quase 2 mil anos, depois de ser jogado ao mar, é cultuado tanto na Igreja Católica quanto na Igreja Ortodoxa. EFE