Dubai elimina imposto de 30% sobre venda de álcool

Em busca de fomentar e atrair ainda mais o turismo para Dubai, no Emirados Árabes Unidos, a cidade iniciou 2023 retirando o imposto de 30% sobre a venda de álcool. A cidade também tornou gratuita a obtenção da licença para turistas no país, necessária para os visitantes consumirem bebidas alcoolicas.

Apesar de ser liberado na região, segundo a Bloomberg, um litro de cerveja pode custar mais de US$ 15 (cerca de R$80). Já uma garrafa de vinho pode ter preço superior a US$ 100 (aproximadamente R$535). Os valores levam muitos visitantes a se deslocarem para outras cidades, em que o álcool é liberado e mais barato.

O anúncio do fim do imposto foi feito pelas duas varejistas de álcool ligada ao governo local, Maritime and Mercantile International e A African & Eastern. Conforme noticiou a Associated Press, o comunicado veio após um decreto da família que governa Dubai, Al Maktoum. Funcionários do governo não reconheceram a decisão em um primeiro momento. Procurados pela AP, não responderam aos pedidos de comentários.

Nos últimos anos, o emirado viu uma série de afrouxamentos nas regulamentações para consumo de bebidas alcoólicas. Com a pandemia da Covid-19 e os bloqueios por conta do vírus, a região passou a fornecer entrega a domicilio das bebidas. Hoje, elas já podem ser vendidas até mesmo no dia do Ramadã.

Dubai é, relativamente, considerado um emirado liberal, mas, ainda assim, tem leis para o consumo de álcool. Os não-muçulmanos, por exemplo, devem ter 21 anos ou mais. Além disso, precisam portar cartões de permissão para comprar, transportar e consumir cerveja, vinho e bebidas alcoólicas. Caso não sigam as regras, podem pagar multas e até mesmo ir para a prisão.

Apesar da eliminação do imposto, segundo a AP, não ficou claro se a redução irá impactar o preço das bebidas nos estabelecimentos ou apenas aqueles que compram de redes varejistas.