Dupla suspeita de bloquear rodovias em SC é presa com 11 armas e R$ 125 mil

Dupla suspeita de envolvimento em bloqueio de rodovias foi presa - Foto: Divulgação/Polícia Civil
Dupla suspeita de envolvimento em bloqueio de rodovias foi presa - Foto: Divulgação/Polícia Civil
  • Dupla foi presa por fabricar e vender armas ilegalmente em Santa Catarina

  • Suspeitos também estariam envolvidos no bloqueio ilegal de rodovias por bolsonaristas

  • Um dos rapazes é acusado de matar o cachorro de uma vizinha a tiros

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu na última quinta-feira (10) dois homens suspeitos de fabricar e vender armas ilegalmente, além de envolvimento com os bloqueios de rodovias em atos golpistas após a derrota de Jair Bolsonaro (PL) nas urnas.

De acordo com informações do g1, a polícia cumpriu dois mandados de busca e apreensão nas cidades de Bom Jesus do Oeste e Serra Alta. Foram encontradas 11 armas de fogo, sendo dois fuzis, além de R$ 125 mil em espécie.

As identidades dos suspeitos não foram reveladas, mas a corporação esclareceu que eles permanecerão detidos até o término das investigações.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Rodrigo Moura, um dos rapazes é torneiro mecânico e seria o responsável pela fabricação das armas em sua tornearia.

O segundo é um Caçador, Atirador e Colecionador (CAC) que agia como mentor da organização. Ele também teria cedido as armas fabricadas a pessoas sem autorização de porte, inclusive uma criança de 7 anos.

Entenda a investigação

Segundo o delegado Moura, a investigação começou depois que um dos homens foi acusado de matar o cachorro de uma vizinha com um tiro.

Durante o inquérito, a polícia percebeu que as mesmas armas eram utilizadas na caça de animais silvestres, inclusive com imagens de crianças as segurando.

Além de fabricação e venda ilegal de armas, a dupla é investigada por usura, extorsão e participação em peculato-desvio.