Duque de Caxias é a única cidade da Baixada que não determinou fechamento do comércio

Cíntia Cruz
1 / 2

87624695_CI Rio de Janeiro RJ 24-03-2020 Corona Virus Parte do comercio continua aberto no cent.jpg

Em Duque de Caxias, a prefeitura não proibiu o comércio de funcionar

Mesmo após a confirmação do primeiro caso de coronavírus e de haver 77 pessoas com a suspeita da doença, Duque de caxias foi o único município da Baixada que não decretou o fechamento do comércio. No calçadão da Avenida Nilo Peçanha, algumas lojas de roupas, cosméticos, móveis — que tiveram que fechar as portas em outras cidades da região — funcionam normalmente. Mas muitos estabelecimentos optaram por fechar a porta.

A motorista de aplicativo Gesana Cesar, de 41 anos, disse que a prefeitura já deveria ter proibido o funcionamento do comercio. Ela está há uma semana sem trabalhar:

— Não estou rodando porque não tem cliente. Não tem por que colocar carro na rua. O isolamento agora se faz necessário. Caxias está atrasada em relação às outras cidades.

Na Praça da Emancipação, no Centro, uma viatura do Corpo de Bombeiros orienta os.moradores a ficarem em casa, através de mensagens gravadas em.uma caixa de som.

A dona de casa Rosana Andrade, de 54 anos, saiu de casa só para comprar um celular, mas a loja estava fechada. Apesar disso, concordou com os comerciantes que fecharam as portas:

— Isso já era para estar fechado desde antes do carnaval. Precisamos do comércio, mas a saúde é mais importante.

O operador de loja Celso Santos de Lima, de 55 anos, mora em Belford Roxo, mas foi ao supermercado em Caxias. Quando viu que parte do comércio estava funcionando, criticou a prefeitura:

— O prefeito ainda não fechou o comércio porque a doença não atingiu ninguém da família dele.

A Secretaria de Transportes e Serviços Públicos de Duque de Caxias publicou uma portaria, nesta terça-feira, suspendendo por 15 dias o funcionamento das feiras livres em 15 bairros. Mas não determinou nada em relação ao comércio na cidade.

Nova Iguaçu, Belford Roxo, São João de Meriti, Queimados, Mesquita, Nilópolis, Guapimirim, Seropédica, Japeri, Paracambi e Magé suspenderam o funcionamento do comércio. Na maior parte das cidades só é permitido que supermercados, farmácias, padarias, postos de combustíveis, clínicas, hospitais, laboratórios, mercearias, açougues, correios, bancos e casas lotéricas funcionem.

Em São João de Meriti, a prefeitura proibiu que casas lotéricas e bancos abram para o público. Em Queimados, loterias também fecham, mas bancos vão poder funcionar.