Duque de Caxias está em estágio de atenção máxima por causa da chuva

RIO - As fortes chuvas que atingiram o estado do Rio de Janeiro nos últimos três dias ainda levam apreensão às cidades da Baixada Fluminense. Duque de Caxias está em estágio de atenção máxima nesta quarta-feira, devido aos núcleos de chuva com intensidade forte que ainda estão sobre a região. O alerta é para que a população evite as vias com pontos de alagamentos em função das chuvas previstas para as próximas horas.

Segundo a Defesa Civil, a elevação do nível dos rios que cortam o município também causam preocupação. Desde o início das chuvas, na tarde de segunda, foram registrados 21 ocorrências de desabamentos e pequenos deslizamentos. Caxias chegou a registrar um volume de chuva de 98 mm. Mas não vítimas, desalojados e desabrigados até o momento. 

Já em Queimados, a cidade está em estágio de observação, já que ainda registra precipitações fracas a ocasionalmente moderadas em algumas regiões. A leitura de chuvas atualizada às 9h45min informa que a cidade teve um acúmulo de 21 mm nas últimas 24 horas.

Como medida de precaução, o órgão emitiu alerta do temporal nas dez estações de sirenes espalhadas pelos bairros da cidade e uma equipe do órgão está monitorando as áreas de risco.

Limpeza em prédio no Leme com área atingida por deslizamento

A Geo-Rio inicia, nesta quarta-feira, a limpeza da área de lazer de um prédio na Rua Roberto Dias Lopes 94, no Leme, na Zona Sul do Rio, aintigda por um deslizamento de terra durante a chuva desta terça. Serão removidos blocos de terra que desmoronaram e, em seguida, serão realizadas obras de contenção da encosta do Morro Babilônia, vizinho do edifício.

A Defesa Civil municipal já fez uma vistoria no prédio e interditou, além da área de lazer, o playground e a garagem do prédio. De acordo com o órgão, em abril do ano passado haviam sido realizadas vistoria, desmonte e remoção de blocos naquela área, que foi interditada por medida de segurança. O deslizamento de terra desta terça atingiu justamente o muro de contenção, construído os estragos causados pela chuva de 2019.

Moradores relataram que, nesta terça, ouviram dois estrondos num intervalo de 40 minutos. De acordo com eles, no momento do primeiro estava chovendo levemente, enquanto no segundo, nem chuva havia. Por causa dos barulhos, algumas pessoas, assustadas, deixaram suas casas.