Fluminense tenta autorização para fretar avião e viajar a Armenia; ida de ônibus está descartada

Marcello Neves
·1 minuto de leitura

O Fluminense ainda busca uma maneira para viajar até a Armenia, cidade onde a Conmebol confirmou a partida diante do Santa Fe, nesta quarta-feira, pela 2ª rodada da fase de grupos da Libertadores. O tricolor só soube da mudança de local quando desembarcou na capital, às 22h15, horário de Brasília, da segunda-feira (26/04), mas só chegou ao hotel após às 1h da manhã, 23h do horário local.

Por questões de legislação local no que se refere as normas de aviação, o clube não poderia utilizar o mesmo avião da Gol que está em solo colombiano, aeronave esta que seguirá aguardando o Fluminense em Bogotá para o voo de volta ao Brasil.

Diante da situação e das dificuldades de legislação, o Fluminense vem tentando, junto à Conmebol, a melhor logística para levar seu elenco até o local do jogo, tendo em vista, que a responsabilidade da troca da partida não é do Tricolor.

As opções de logística até agora apresentadas não foram satisfatórias, porque não haveria condição de levar toda a delegação e todo o material de trabalho para a referida cidade.

Desta forma, o Fluminense vem tentando junto às autoridades locais uma autorização pra fretar um outro avião internamente que possa levar toda a delegação. De acordo com o clube, o deslocamento por via terrestre não foi, em momento algum, uma opção para deslocamento de grandes distâncias.

A cidade de Armenia é a capital do estado de Quindío, zona conhecida como eixo cafeeiro do país. tem aproximadamente 300 mil habitantes e está à 1460 metros de altitude e a 290km a oeste de Bogotá.

O Fluminense ainda treina em Bogotá, a partir das 14h30 (horário local), ou 16h30 no horário de Brasília. Atividade acontecerá no Complexo Esportivo La Equidad.