É falso o que Eduardo Bolsonaro disse sobre empate entre Lula e Bolsonaro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Deputado Federal Eduardo Bolsonaro em evento em Brasília, em 14 de agosto de 2019 (Foto: Associated Press / Eraldo Peres)
Deputado Federal Eduardo Bolsonaro em evento em Brasília, em 14 de agosto de 2019 (Foto: Associated Press / Eraldo Peres)
  • A informação errada foi reproduzida pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro em uma entrevista ao Financial Times

  • Ele afirmou não confiar em pesquisas e disse acreditar que a disputa está empatada

  • Pesquisas eleitorais, no entanto, mostram que o ex-presidente Lula apresenta vantagem em relação ao atual mandatário Jair Bolsonaro

Em uma entrevista publicada no jornal britânico Financial Times no último domingo (31), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) opinou sobre as eleições, o papel do STF (Superior Tribunal Federal) e a atuação de Jair Bolsonaro.

No artigo intitulado "​​A ascensão de '03': terceiro filho de Bolsonaro é elo crucial para o círculo íntimo de Trump", o Financial Times tratou da conexão entre o deputado e o ex-presidente dos Estados Unidos, assim como com Steve Bannon, ex-conselheiro de Trump.

Ao jornal, o deputado declarou não confiar nas pesquisas eleitorais e disse acreditar que a disputa entre Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está empatada.

A afirmação, no entanto, contraria o resultado das principais pesquisas recentes, que têm apontado uma vantagem do ex-presidente na corrida presidencial.

No levantamento mais recente do Datafolha, realizado entre 27 e 28 de julho, Lula apresentou uma vantagem de 18 pontos em relação a Bolsonaro no primeiro turno. O resultado indicou 47% das intenções para o ex-presidente e 29% para Bolsonaro.

No mesmo sentido, o agregador de pesquisas do Estadão – que reúne pesquisas de Datafolha, Ipec, Quaest, Paraná Pesquisas, PoderData, Ipespe, Ideia, Real Time Big Data, dentre outros – aponta uma vantagem de 14 pontos para Lula.

Segundo a média do agregador, até 28 de julho, Lula estava com 45% das intenções e Bolsonaro, com 31%.

Até a mesma data, o agregador de pesquisas do Poder360 também apontava a liderança do ex-mandatário, com 47% contra os 29% do atual presidente Jair Bolsonaro.

Veja como foram as últimas pesquisas eleitorais de 2022:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos