É falso que Bolsonaro assinou site pornô e comprou vibrador no cartão corporativo

A informação passou a viralizar após um site divulgar os supostos dados da compra

Nas redes, usuários espalham que ex-presidente Jair Bolsonaro teria assinado site com conteúdo pornô e comprado vibrador com cartão corporativo, mas informação é falsa e não consta em planilha divulgada. (Foto: AFP via Getty Images / Mauro Pimentel)
Nas redes, usuários espalham que ex-presidente Jair Bolsonaro teria assinado site com conteúdo pornô e comprado vibrador com cartão corporativo, mas informação é falsa e não consta em planilha divulgada. (Foto: AFP via Getty Images / Mauro Pimentel)

Circulam nas redes sociais boatos sobre gastos do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) com o cartão corporativo. Entenda a informação que viralizou:

  • Bolsonaro teria supostamente assinado com o cartão o site pornográfico Brasileirinhas

  • Supostos dados divulgados por um site incluem compras de vibradores, sem detalhar o suposto fornecedor

Mas essa informação é falsa. Na planilha divulgada em 6 de janeiro de 2023 pelo Fiquem Sabendo não há qualquer registro da suposta assinatura.

Captura de tela de publicação que alega que Bolsonaro teria assinado canal pornográfico com o cartão corporativo (Foto: Reprodução / Twitter)
Captura de tela de publicação que alega que Bolsonaro teria assinado canal pornográfico com o cartão corporativo (Foto: Reprodução / Twitter)

Assinatura de site pornográfico?

No site pornográfico que teria supostamente sido assinado por Jair Bolsonaro com o cartão corporativo, chamado Brasileirinhas, consta o CNPJ nº 12.788.617/0001-00. Uma consulta ao site da Receita Federal identificou que, de fato, o CNPJ pertence à empresa.

Esse número, porém, não consta na planilha de gastos, divulgada pela agência de dados Fiquem Sabendo, especializada na LAI (Lei de Acesso à Informação). No site Brasileirinhas há também a informação de que cobranças no cartão são processadas como "Brasil Pay". Nenhum fornecedor com esse nome foi encontrado na tabela.

Além disso, buscas no Google pelas palavras-chave "bolsonaro brasileirinhas cartão corporativo" não encontraram nenhuma reportagem na imprensa tradicional sobre os supostos gastos com o site pornográfico nem com vibradores.

O jornalista Luiz Fernando Toledo, cofundador da Fiquem Sabendo, em entrevista ao UOL, destacou, porém, que a planilha de gastos divulgada apresenta dados incompletos. De acordo com levantamento feito pelo UOL, o gasto pode ser ainda maior do que os R$ 27,6 milhões até então detalhados.

Não caia em fake news, confira os últimos boatos verificados pelo Yahoo! Notícias:

Conteúdo semelhante foi analisado pelo Boatos.org e UOL Confere.