É falso que Bolsonaro foi diplomado como Presidente pelas Forças Armadas

Jair Bolsonaro em sua diplomação como presidente, em 10 de dezembro de 2018 no TSE em Brasília (Foto: AFP via Getty Images / Evaristo Sa)
Jair Bolsonaro em sua diplomação como presidente, em 10 de dezembro de 2018 no TSE em Brasília (Foto: AFP via Getty Images / Evaristo Sa)
  • Um vídeo espalha nas redes sociais que Jair Bolsonaro teria sido diplomado como presidente em 1º de dezembro de 2022

  • As publicações utilizam o vídeo de um evento em que militares bateram continência para Bolsonaro

  • Mas o registro nada tem a ver com as eleições de 2022, e é falso que Bolsonaro foi diplomado

Publicações nas redes sociais alegam que o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) teria sido diplomado para mais um mandato. As publicações utilizam um vídeo em que militares aparecem batendo continência para ele. "1º DE DEZEMBRO DE 2022 DIPLOMAÇÃO PRESIDENTE BOLSONARO. URGENTE!! BOLSONARO DIPLOMADO", diz o texto que acompanha o vídeo viral. O conteúdo ultrapassou 30 mil visualizações no Kwai.

Mas a informação é falsa. Bolsonaro não foi diplomado pelas Forças Armadas. A diplomação é de responsabilidade do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e está marcada para a próxima segunda-feira (12). Nela, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será reconhecido pela corte como apto para assumir a Presidência em 1º de janeiro de 2023.

Além disso, o vídeo que circula nas redes não tem a ver com as eleições, ele é apenas o registro da promoção de oficiais-generais do Exército, na qual Bolsonaro esteve presente na última quinta-feira (1).

Captura de tela de um vídeo que espalha que Bolsonaro teria sido diplomado como presidente do Brasil (Foto: Kwai / Reprodução)
Captura de tela de um vídeo que espalha que Bolsonaro teria sido diplomado como presidente do Brasil (Foto: Kwai / Reprodução)

Ao buscar no YouTube pelas palavras-chave "militares continência Bolsonaro", foi encontrado o vídeo original do evento que afirmam mostrar a suposta diplomação de Bolsonaro. A ocasião foi, na verdade, a solenidade de promoção de oficiais-generais do Exército, realizada em Brasília (DF), na última quinta-feira (1). O evento não teve qualquer relação com as eleições de 2022.

Além disso, a diplomação do presidente eleito é feita pelo TSE , e não pelas Forças Armadas. A corte eleitoral marcou para a próxima segunda-feira (12) a diplomação de Lula.

Nesse evento, o TSE entregará ao candidato vitorioso o diploma. Esse documento atesta que ele foi efetivamente eleito e que está apto a tomar posse.

Conforme previsto no Código Eleitoral, no diploma constam informações como:

  • Nome do candidato

  • Indicação da legenda sob a qual concorreu

  • Cargo para o qual foi eleito

Conteúdo semelhante foi verificado pela Reuters Fact Check.