É falso que Bolsonaro zerou envio de verbas de publicidade para emissoras de TV

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente Jair Bolsonaro aparece em uma tela de televisão em um bar no Rio de Janeiro, em 4 de agosto de 2021 (Foto: AFP via Getty Images / Andre Borges)
Presidente Jair Bolsonaro aparece em uma tela de televisão em um bar no Rio de Janeiro, em 4 de agosto de 2021 (Foto: AFP via Getty Images / Andre Borges)
  • Usuários compartilham um vídeo sobre gastos do governo Jair Bolsonaro com publicidade em emissoras de TV

  • Segundo as publicações, o governo não gasta com publicidade na imprensa e com emissoras de televisão

  • No entanto, dados mostram que houve, sim, tais gastos por parte do Governo Federal

Um vídeo circula nas redes sociais com mais de 10 mil visualizações junto a alegações de usuários que afirmam que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) não manda dinheiro para as emissoras de televisão. Entretanto, dados divulgados na imprensa e informações disponíveis no site da Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social) mostram que houve gastos do Governo com publicidade em emissoras de televisão.

Captura de tela de um vídeo em que se afirma que Bolsonaro não manda dinheiro para as emissoras de televisão (Foto: Facebook / Reprodução)
Captura de tela de um vídeo em que se afirma que Bolsonaro não manda dinheiro para as emissoras de televisão (Foto: Facebook / Reprodução)

No vídeo viral, é declarado que "o governo Bolsonaro não jorra mais dinheiro na imprensa. O Bolsonaro não manda dinheiro para as emissoras de televisão, por ética"

Mas ao contrário do que é dito na gravação que circula nas redes sociais, o atual governo tem investido em publicidade em emissoras como a Rede Globo, a TV Record, o SBT e a Band.

Um levantamento do Poder360 publicado em novembro de 2021 identificou, por exemplo, que a Globo estava sendo beneficiada com a maior parcela dos investimentos em publicidade, com R$ 47,2 milhões investidos desde 2019 até aquela data.

Além disso, é possível acessar no site da Secom o detalhamento das despesas dessa secretaria. Os dados disponíveis mostram que há despesas em todos os anos do atual governo (2019-2022) direcionadas a campanhas publicitárias em emissoras como a Band, a Globo, a Record e o SBT.

Conteúdo semelhante foi verificado pela Agência Lupa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos