É falso que o auxílio reclusão pagará mais que o salário mínimo

O valor do benefício corresponde, no máximo, a um salário mínimo e não a R$ 1.754,18

Nas redes, usuários espalham que auxílio reclusão teria ultrapassado o salário mínimo, mas a informação é falsa (Foto: Reuters / Ueslei Marcelino)
Nas redes, usuários espalham que auxílio reclusão teria ultrapassado o salário mínimo, mas a informação é falsa (Foto: Reuters / Ueslei Marcelino)
  • Publicações espalham nas redes que o governo Lula teria aumentado o auxílio reclusão para R$ 1.754,18

  • Usuários criticam o suposto aumento, pois o valor ultrapassaria o do salário mínimo

  • Mas a informação é falsa, o valor do auxílio reclusão corresponde, no máximo, a um salário mínimo

Publicações nas redes sociais espalham que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria aumentado o auxílio reclusão para R$ 1.754,18. O valor ultrapassaria o salário mínimo, que atualmente corresponde a R$ 1.302,00.

Essa informação, porém, é falsa. O auxílio reclusão corresponde, no máximo, a um salário mínimo. O aumento recente atingiu a renda limite para que o preso seja considerado de baixa renda e tenha direito ao benefício.

Captura de tela de publicação alegando que valor do auxílio reclusão teria passado a ser de R$ 1.754,18 (Foto: Reprodução / Twitter)
Captura de tela de publicação alegando que valor do auxílio reclusão teria passado a ser de R$ 1.754,18 (Foto: Reprodução / Twitter)

Na última quarta-feira (11), os Ministérios da Previdência Social e da Economia publicaram uma portaria que reajustou os benefícios pagos pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e outros valores. No caso do auxílio reclusão, houve um aumento no salário máximo para que o preso seja considerado de baixa renda e tenha direito ao benefício. Antes, o preso poderia receber até R$ 1.655,98 antes da reclusão para que sua família estivesse apta a receber o auxílio. Com o reajuste, o limite subiu para R$ 1.754,18.

Além do requisito da baixa renda, o preso precisa ter contribuído com o INSS, pelo menos, nos últimos 24 meses.

O valor pago pelo governo no auxílio reclusão, porém, não pode ultrapassar um salário mínimo, conforme estabelecido pela reforma da Previdência aprovada em 2019. Em janeiro de 2023, esse montante corresponde a R$ 1.302,00.

Sendo assim, é falso que o valor pago pelo auxílio reclusão tenha superado o do salário mínimo. Para ter direito a esse benefício, a pessoa não poderia receber mais do que R$ 1.754,18 mensais antes da prisão. De acordo com a lei atual, esse auxílio não paga mais do que um salário mínimo, fixado em janeiro de 2023 em R$ 1.302,00.

Conteúdo semelhante foi analisado pelo Boatos.org.