É falso que Pacheco acatou projeto de lei sobre voto impresso auditável

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Rodrigo Pacheco, presidente do Senado (Horacio Villalobos#Corbis/Corbis via Getty Images)
Rodrigo Pacheco, presidente do Senado (Horacio Villalobos#Corbis/Corbis via Getty Images)
  • Publicações direcionam usuários a um link de consulta pública sobre voto impresso em 100% das urnas

  • Pacheco não aprovou nenhuma proposta de lei

  • A sugestão segue sob análise da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado

Publicações com centenas de compartilhamentos afirmam que "Rodrigo Pacheco acatou o projeto do 'Voto Auditável' e foi colocado no Site do Senado para Consulta Pública". Contudo, as postagens direcionam para uma consulta sobre a sugestão nº 9 de 2018, cuja proposta é a implementação do voto impresso em "100% das urnas". Tal sugestão não foi acatada pelo presidente do Senado Rodrigo Pacheco (PSD), pois é submetida a um processo diferente.

Captura de tela de uma publicação no Twitter (Reprodução)
Captura de tela de uma publicação no Twitter (Reprodução)

Em 2018, uma ideia legislativa, sugerida por uma cidadã, por meio do portal e-Cidadania foi transformada na Sugestão Legislativa nº 9 de 2018. Ela propõe a impressão dos votos pela urna eletrônica para conferência do eleitor.

A sugestão ainda não foi aprovada e está sob apreciação da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, sob relatoria de Humberto Costa (PT), conforme procedimento previsto. A matéria também segue em consulta pública no site do Senado.

A ideia foi transformada em Sugestão Legislativa antes mesmo de Pacheco ter sido eleito senador. Além disso, não está prevista no Regimento Interno do Senado a aprovação individual de projetos de lei pelo presidente da Casa. Tais projetos, devem ser aprovados em Plenário.

Uma versão semelhante do conteúdo, viralizada em 2021, foi desmentida pelo próprio Senado Federal. A publicação esclareceu que a consulta pública trata de uma Sugestão Legislativa e não de um Projeto de Lei aprovado pelo Senado.

Esta peça desinformativa foi verificada pelo Aos Fatos, AFP Checamos e Estadão Verifica.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos