É falso que padre foi morto em Guaíra após criticar Lula e Alexandre de Moraes

Padre se dizia perseguido por declarar voto em Lula (PT) foi encontrado morto na paróquia de Guaíra. Nas redes, usuários afirmam que o padre teria sido assassinado após criticar o petista e Alexandre de Moraes (Foto: Reprodução / Diocese de Toledo)
Padre se dizia perseguido por declarar voto em Lula (PT) foi encontrado morto na paróquia de Guaíra. Nas redes, usuários afirmam que o padre teria sido assassinado após criticar o petista e Alexandre de Moraes (Foto: Reprodução / Diocese de Toledo)
  • Usuários afirmam nas redes sociais que padre foi assassinado em Guaíra (PR) após chamar Lula de ladrão e Alexandre de Moraes de corrupto

  • O padre foi encontrado morto na paróquia da cidade no último 21 de novembro

  • Mas a informação é falsa. Não há indícios de que o caso tenha sido de assassinato e o padre não criticou Lula nem Moraes

Publicações nas redes sociais alegam que o padre José Aparecido Bilha, encontrado morto em Guaíra (PR) em 21 de novembro de 2022, teria supostamente sido assassinado após gravar um vídeo chamando Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de ladrão e o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) e presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Alexandre de Moraes de corrupto.

Mas isso é falso. O padre de 63 anos encontrado morto na paróquia de Guaíra não gravou um vídeo criticando Lula e Moraes. Na verdade, ele se dizia perseguido por declarar voto no petista. Além disso, a polícia não encontrou indícios de assassinato, mas de suicídio.

Captura de tela de uma publicação alegando que padre foi morto em Guaíra (PR) após chamar Lula de ladrão e Alexandre Moraes de corrupto (Foto: Twitter / Reprodução)
Captura de tela de uma publicação alegando que padre foi morto em Guaíra (PR) após chamar Lula de ladrão e Alexandre Moraes de corrupto (Foto: Twitter / Reprodução)

Segundo relatos de moradores da região, o padre estava sendo perseguido por ter declarado voto em Lula e não por ter o criticado. Uma pesquisa no Google por "José Aparecido Bilha Lula Alexandre de Moraes" não identificou qualquer notícia de que José Aparecido supostamente tenha chamado Lula de "ladrão" e Alexandre de Moraes de "corrupto".

Além disso, uma busca no Google pelas palavras-chave "padre morto Guaíra" direcionou a publicações sobre o caso envolvendo o padre da cidade paranaense que indicaram que o caso não se trata de um crime de motivações políticas. Conforme a Polícia Civil, não há indícios de homicídio e sim de suicídio.

O corpo de José Aparecido foi encontrado por funcionários da paróquia na manhã do último 21 de novembro com um corte profundo na altura da garganta. Ele era paranaense, nascido em Astorga e tinha 28 anos de sacerdócio.

Conteúdo semelhante foi verificado pela Agência Lupa.