É falso que Serere Xavante morreu na Papuda após sofrer parada cardíaca

Boatos espalham Serere poderia ter sido vítima de envenenamento

Nas redes, publicações afirmam que Serere Xavante teria morrido nesta terça-feira (3), mas informação é falsa (Foto: Reprodução / Redes sociais)
Nas redes, publicações afirmam que Serere Xavante teria morrido nesta terça-feira (3), mas informação é falsa (Foto: Reprodução / Redes sociais)
  • Boatos sobre a morte do pastor indígena Serere Xavante circulam nas redes desde a terça-feira (3)

  • Os rumores começaram após a esposa do pastor afirmar que ele teria sofrido uma parada cardíaca

  • Mas a informação de que o homem teria morrido é falsa. Sua esposa não afirmou isso e a Seape confirmou que ele está vivo

Publicações nas redes sociais espalham que o apoiador do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o pastor indígena José Acácio Serere Xavante, teria morrido nesta terça-feira (3) após sofrer uma parada cardíaca.

“Hoje faleceu mais do que um líder e pai, faleceu um guerreiro Xavante em combate, um herói que será inspiração para infinitas gerações. Cacique Serere nunca será esquecido. Morreu hoje lutando pela liberdade do BR. Seu sangue será semente de novo BR”, escreveu uma usuária no Twitter.

Mas as alegações são falsas. Serere segue vivo na unidade prisional.

Captura de tela de uma publicação alegando que Serere Xavante teria morrido (Foto: Twitter / Reprodução)
Captura de tela de uma publicação alegando que Serere Xavante teria morrido (Foto: Twitter / Reprodução)

Serere Xavante está preso desde o último dia 12 de dezembro de 2022 por determinação do ministro do STF Alexandre de Moraes. A prisão foi pedida pela PGR (Procuradoria Geral da República) por suspeita de ameaça de agressão e de perseguição contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Nesta terça-feira (3), começou a circular nas redes um vídeo da esposa de Serere em que ela afirma que o marido teria sofrido uma parada cardíaca. “Ele chegou até a dar uma parada cardíaca lá dentro do presídio, mas estava tudo bem, ele está sendo medicado e é isso que eu sei [...]. Eu temo que venha a acontecer alguma coisa que ele venha a falecer lá dentro do presídio”, disse a mulher.

A partir daí, começaram a circular boatos sobre a morte do pastor indígena. Na gravação, porém, ela não afirma que ele teria morrido.

A deputada federal Silvia Waiãpi (PL-AP) chegou a sugerir que Serere poderia ter sido “envenenado ou eliminado”:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Mas em nota enviada ao Yahoo! Notícias por e-mail, a Seape/DF (Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal) e a SES/DF (Secretaria de Saúde do Distrito Federal) informaram que Serere “encontra-se em perfeitas condições de saúde”. Segundo os órgãos, ele está sendo acompanhado diariamente por uma equipe de saúde por ser diabético.

Além disso, a nota informou que não houve qualquer intercorrência na última terça-feira (3).