É falso que votos serão anulados, caso ocorra "voto parcial"

Uma mulher simula votação em uma urna eletrônica usada nas eleições no Brasil, em 16 de novembro de 2020 (Foto: LightRocket via Getty Images / Rafael Henrique)
Uma mulher simula votação em uma urna eletrônica usada nas eleições no Brasil, em 16 de novembro de 2020 (Foto: LightRocket via Getty Images / Rafael Henrique)
  • Publicações afirmam que é preciso votar em todos os candidatos nas eleições de 2022

  • Caso haja um voto em branco ou nulo, a votação do eleitor seria classificada como "parcial" e todos os seus votos seriam anulados

  • Informação, contudo, é falsa não há qualquer lei ou regra eleitoral que preveja isso

Uma publicação compartilhada por centenas de usuários nas redes sociais afirma que é preciso, nas eleições deste ano, escolher um candidato para todos os cargos em disputa. Caso contrário, o voto do eleitor poderia, supostamente, ser entendido como parcial e assim a votação seria anulada por completo. No entanto, é falsa essa informação, que já foi, inclusive, desmentida pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Captura de tela de uma publicação alegando que caso os eleitores não votem em todos os candidatos na próxima eleição, seus votos serão anulados (Foto: Facebook / Reprodução)
Captura de tela de uma publicação alegando que caso os eleitores não votem em todos os candidatos na próxima eleição, seus votos serão anulados (Foto: Facebook / Reprodução)

As mensagens compartilhadas em diversas redes sociais sobre o suposto "voto parcial", alegam que as escolhas serão apenas computadas se todos os candidatos forem escolhidos:

"Escolha seus candidatos com consciência, pois se votar só em Presidente, e votar em branco nos outros, o voto é tido como voto parcial. E assim, seu voto é anulado"

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)

"Voto parcial"

O próprio TSE já desmentiu a informação. O tribunal explica que a alegação é falsa e que "o eleitor pode, sim, escolher votar apenas para presidente".

Não há nenhuma regra que determine a invalidade do voto se o eleitor escolher um candidato para somente um cargo e votar nulo ou branco nos demais postos.

Tribunais Regionais Eleitorais, como o do Rio de Janeiro e o de Minas Gerais, também publicaram notas explicando que os votos não serão invalidados no caso de se escolher um candidato para somente um cargo.

O TRE-RJ detalhou que "a urna eletrônica contabiliza de forma independente o voto digitado em cada cargo eletivo, mesmo quando exista um único voto válido, como determina o artigo 61 da Lei 9504, a Lei das Eleições".

Esta peça desinformativa também foi analisada pelo Boatos.org.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos