E-mails e arquivos limitados: Google encerra contrato de armazenamento digital com a UFF

A partir de hoje, os usuários da Universidade Federal Fluminense (UFF) terão seus serviços da Google, que incluem e-mail, fotos, drive e afins, limitados a até 20 gigas. Quem ultrapassar esse limite não terá os arquivos apagados, mas terá os uploads bloqueados. Será possível receber e mandar e-mails normalmente, exceto os envios com arquivos acima de 25 megas anexados.

Comportamento: Divórcios caem em Niterói com o fim do isolamento social

Encalhado: A um mês do fim do contrato, operação das barcas segue sem definição

De acordo com a UFF, a instituição integrava um grupo de unidades de ensino superior que assinaram um acordo de armazenamento digital com a empresa para a utilização gratuita dos serviços do Google Suite for Education. No entanto, em 2021 a empresa anunciou uma série de mudanças, e desde então a superintendência de tecnologia da informação da universidade vem analisando o cenário para que nenhum serviço essencial relacionado ao cotidiano de estudantes de graduação e pós-graduação, docentes e técnicos-administrativos seja prejudicado ou impactado. A UFF acrescenta que está em tratativa com a própria Google e com outros provedores de serviços em nuvem para buscar uma solução.

Pegos de surpresa, ex-alunos temeram a perda ou o bloqueio de arquivos armazenados há anos na conta com a extensão institucional.

— Ficamos sem saber ao certo o que aconteceria. A UFF tem milhares de alunos e ex-alunos. Imagina ficar de uma hora para outra sem este serviço? Sobretudo atualmente, com o crescimento do uso de ferramentas digitais. Temos trabalhos acadêmicos e arquivos pessoais também. Seria uma tragédia — diz a jornalista Samantha Su, formada em 2018.

Em nota, a UFF afirma que a comunidade acadêmica que utiliza o serviço, incluindo ex-alunos, não perde o domínio mas sofre a mesma aplicação dos alunos matriculados. A recomendação é que os usuários verifiquem o armazenamento e excluam os arquivos desnecessários.